6 de julho de 2022

Advogado Adelmar Martorelli está à frente do caso que conseguiu indenização milionária contra Chesf

Advogado Adelmar Martorelli. Foto: Ivone Lima

PAULO AFONS0 – Foram nove anos de trâmite processual até a sentença divulgada no começo deste mês do juiz Cláudio Pantoja Sobrinho (veja aqui), reconhecendo um crime bárbaro de violência obstétrica contra Roselma Ramos Gomes da Silva, morta em 2011.

A Justiça responsabilizou a Chefs que, à época, administrava o Hospital Nair Alves de Souza, a arcar com uma indenização de 1 milhão de reais, além do pagamento de dois terços do salário da paciente aos filhos órfãos.

Roselma morreu após ter o útero perfurado seguido de uma hemorragia aguda. A família responsabilizou a equipe médica e, passados 11 anos da tragédia, a Justiça entendeu que houve crime.

À frente da causa, na defesa da família, está o advogado Adelmar Martorelli que, procurado pelo Painel para comentar o caso, não quis gravar entrevista por ora.

Saber detalhes do caso é de extrema importância especialmente porque há no país, inúmeros casos de famílias que ficaram destruídas vítimas de violência médica, particularmente obstétrica.

Os meninos de Roselma cresceram enfrentando a ausência da mãe e a sede de justiça.

 

Roselma Ramos Gomes da Silva morreu em 2011 devido a erro médico, diz Justiça de Paulo Afonso. Foto: Arquivo (PA4.COM.BR)

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!