16 de junho de 2024

‘Vamos buscar você onde estiver’, diz delegado sobre marido suspeito de matar esposa em AL

Por

Redação, com g1

Leandro Pinheiro Barros suspeito de matar esposa em São José da Tapera — Foto: Reprodução/TV Gazeta

O delegado Rubens Martins, que investiga o assassinato de Monica Cavalcante, disse, em entrevista à TV Gazeta Alagoas, nesta quinta-feira (22), que a polícia está atrás do marido dela, principal suspeito do crime. Ele disse que o crime não vai ficar impune e pede ajuda população para localizá-lo.

“Se entregue, Leandro. Nós vamos buscar você onde você estiver .Esse crime não vai ficar impune e vamos dar resposta a família da Monica e fazer Justiça. Quem tiver informações ligue para o Disque Denúncia, no número 181. Ele pode estar armado, então, por favor, não tente ser herói. Passe a informação a quem de direito”, disse o delegado Rubens Martins.

ASSISTA AQUI

O feminicídio ocorreu no início da manhã de domingo (18). Testemunhas disseram que o casal estava em uma festa e que teria discutido após uma brincadeira que o pai de Mônica fez. Depois disso, Mônica gravou um vídeo chorando e dizendo que se algo acontecesse a ela, o marido seria o culpado (assista mais abaixo). Desde então, Leandro Barros desapareceu e passou a ser procurado como o principal suspeito.

“Nós já ouvimos todas as pessoas que tiveram com o casal naquela noite. Há pessoas que ouviram disparos e que também o viram deixando o local do crime. Conseguimos recuperar a camisa que ele usava manchada de sangue. O que temos é suficiente para concluir o inquérito e indiciar o Leandro por feminicídio”, disse o delegado.

Um dia após o crime, a Justiça de Alagoas decretou a prisão preventiva de Leandro. Segundo a polícia, ele foi visto fugindo em um Jeep dirigindo ao estado vizinho, Sergipe, onde mora o pai dele, que é sargento da Polícia Militar. “Nós recuperamos esse Jeep, ele não chegou a fugir nele, ele deixou. Temos informações de pessoas que estão ajudando ele nessa fuga”, disse o delegado Rubens Martins.

Na quarta, o pai do suspeito entregou à polícia a arma que pode ter sido utilizada no feminicídio. A pistola será periciada para confirmar se é a arma do crime. “O Leandro possui quatro armas, três pistolas e uma carabina. Após ser pressionada, o pai entregou a arma. Possivelmente foi a arma utilizada no crime. Ele disse que se o filho entrasse em contato, iria negociar para que ele se entregasse”, disse o delegado Rubens Martins.

Mãe de dois filhos, Mônica era servidora do Município e trabalhava como cuidadora de crianças com deficiência no Centro Municipal de Educação Infantil de São José da Tapera.

Era descrita como uma “profissional dedicada”, “atenciosa” e uma “mãe zelosa” por quem a conhecia.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!