15 de abril de 2024

Rui Costa (PT) enfrenta tensões por inquérito sobre fraude na compra de respiradores na Bahia

Por

Redação, sitepa4

O ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT), citado em delação premiada que o vincula a desvios milionários na aquisição de respiradores durante a pandemia de COVID-19, tem manifestado descontentamento com as investigações em curso desde o início de seu mandato. A informação foi revelada por uma reportagem do Uol e detalhada pela coluna de Guilherme Amado, do Metrópoles.

Rui Costa, que ocupou o cargo de governador da Bahia e presidiu o Consórcio Nordeste no período mencionado, expressou insatisfação especialmente com o diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues. O ministro da Casa Civil acredita que o inquérito, sediado na Superintendência da PF na Bahia, não tem sido conduzido com a atenção devida e o considera injusto.

A delação que menciona Rui Costa partiu de Cristiana Prestes Taddeo, proprietária da empresa Hempcare. A firma havia recebido um pagamento adiantado de R$ 48 milhões para a importação de 300 respiradores da China, que nunca foram entregues. Este acordo de delação foi firmado com a Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2022, culminando na devolução de R$ 10 milhões aos cofres públicos.

Em seus depoimentos, a empresária disse que a contratação da Hempcare teve como intermediário um empresário que se disse amigo de Rui Costa e da então primeira-dama do estado, Aline Peixoto. O intermediário teria cobrado comissões de R$ 11 milhões na transação

Em resposta às alegações, a assessoria de Rui Costa negou qualquer irregularidade, afirmando que, diante do não cumprimento da entrega dos respiradores, o então governador ordenou que a Secretaria de Segurança Pública da Bahia investigasse o caso, levando à prisão dos envolvidos por ordem judicial.

A defesa do ministro sublinha que a compra com pagamento antecipado foi uma prática comum em todo o mundo durante o auge da pandemia, visando à aquisição de equipamentos de saúde de forma urgente. A assessoria de Rui também enfatiza seu interesse no avanço das investigações e na punição dos responsáveis pelo desvio de fundos públicos, além do ressarcimento ao erário.

 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 1

  1. joaozin says:

    sabe-se em que isso vai dar: em nada…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!