26 de maio de 2024

Quarto onde duas pernambucanas foram mortas em AL tinha droga e cerveja, diz perito

Por

Redação, com g1

Ewellyn Hansen e Jessica Cassandra foram assassinadas a tiros na madrugada do sábado. Suspeitos do crime já foram identificados pela polícia, mas ainda não foram presos.

Pernambucanas foram mortas dentro de hotel em Maceió — Foto: Arquivo pessoal

 

Bebidas alcóolicas, cigarros e drogas foram encontrados no quarto de hotel onde as duas mulheres pernambucanas foram assassinadas em Maceió no último sábado (16). A informação foi confirmada nesta segunda-feira (18) pela Polícia Científica.

Ewellyn Hansen, de 30 anos, e Jéssica Cassandra Pereira da Silva, de 19, foram mortas a tiros depois de entrarem em um hotel no centro com três homens. A Polícia Civil investiga se as duas tinham dívida com traficantes e se isso motivou o crime.

De acordo com a Polícia Científica, a droga encontrada no quarto de hotel vai passar por análise em laboratório.

“Foi encontrado material vegetal no quarto, com características de maconha, além de muitas latas de cerveja. Foram coletados projéteis, material biológico e fragmentos de impressão digital”, disse o perito criminal Adriano Rocha Filho.

Segundo o perito, Ewellyn e Jéssica foram atingidas por tiros na cabeça.

Jessica e Ewellyn são de Pernambuco e tinham 19 e 30 anos — Foto: Arquivo pessoal

 

“Uma das vítimas estava fora do quarto, pois os socorristas a removeram do local por ela ainda apresentar sinais vitais. Ela acabou morrendo no local com um tiro na cabeça. A segunda vítima estava morta na entrada do banheiro, foram três tiros, sendo dois deles na cabeça”, disse.

Uma foto divulgada pela Polícia Civil mostra os suspeitos saindo do quarto das duas após o crime. Eles já foram identificados pela polícia, mas ainda não foram presos.

As investigações apontam que as pernambucanas foram atraídas pelos assassinos para o quarto de hotel.

“Tudo indica isso, que elas foram atraídas para esse encontro lá e que a intenção deles era de assassiná-las desde o início. Elas foram atingidas sem nenhuma chance de defesa”, disse a delegada que investiga o caso, Talita Aquino.

Ewellyn e Jessica moravam em Cabo de Santo Agostinho, na Grande Recife. Nas redes sociais, elas mostravam os seus trabalhos como personal bronze e designer de sobrancelhas.

Suspeitos foram vistos circulando pelo hotel após o crime — Foto: Reprodução

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!