13 de junho de 2024

Morre em Paulo Afonso, aos 88 anos, Dona Dulce: uma vida marcada pela força e resiliência

Por

Redação, sitepa4

Morre em Paulo Afonso, aos 88 anos, Dona Dulce: uma vida marcada pela força e resiliência: Fotos: PA4.COM.BR

 

Paulo Afonso se despede de Dulcinete Freitas, mais conhecida como Dona Dulce, aos 88 anos. Uma mulher que desafiou as convenções e viveu a vida em seus próprios termos, deixando um legado de força e resiliência. Ela faleceu nesta quinta-feira, 23 de maio de 2024.

Ela completaria 89 anos no próximo dia 23 de junho, na véspera de São João. Há alguns anos, já muito debilitada e com problemas de saúde, Dona Dulce estava sob os cuidados da Casa de Repouso São Vicente de Paula (Lar Vicentino) de Paulo Afonso. A instituição confirmou a morte de Dulce com pesar: “Uma perda irreparável”, publicou em suas redes sociais.

Memórias do Roda Viva:

Embora o Roda Viva, o cabaré mais famoso de Paulo Afonso, tenha fechado suas portas há quase 50 anos, as lembranças da época ficaram vívidas na mente de Dona Dulce. Em entrevista ao site pa4.com.br em 2018 com a jornalista Ivone Lima, ela relembrou com detalhes os tempos áureos do salão, ressaltando a ordem e a beleza das mulheres que lá trabalhavam.

Prédio do antigo Roda Viva, o cabaré mais famoso de Paulo Afonso, Bahia. Foto: arquivo/redes sociais

 

Mais do que noitadas:

Dona Dulce, no entanto, recusava-se a ter sua história resumida apenas à sua fase no cabaré. Ela não escondia seu passado, mas também não o glorificava. Com franqueza, compartilhava histórias de sua infância difícil, marcada pela violência, e de sua vida repleta de aventuras e amores.

Uma vida errática? Não cabe a nós julgar.

Dulce viveu a vida que escolheu, sem se importar com os julgamentos da sociedade. Ela reconhecia os desafios e as contradições da vida em um cabaré, mas também defendia o direito da mulher de fazer suas próprias escolhas.

O fim de uma era:

Para Dulce na entrevista, o declínio dos cabarés estava diretamente ligado à mudança nos costumes da época. As mulheres, antes restritas a esses espaços, passaram a ter mais liberdade para expressar sua sexualidade, o que levou ao fim da necessidade de frequentar esses locais.

Partida sentida:

A população de Paulo Afonso lamenta profundamente a perda de Dona Dulce. Sua morte deixa um vazio, mas também a lembrança de uma mulher forte, independente e que viveu a vida com intensidade.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!