20 de junho de 2024

‘Mãe zelosa’, ‘profissional dedicada’… quem era a mulher que gravou vídeo antes de ser morta no interior de AL

Por

Redação, sitepa4

Mônica Cavalcante, de 26 anos, foi assassinada a tiros pouco depois de fazer uma gravação em que dizia temer ser morta pelo marido, que está foragido; polícia faz buscas para prender o suspeito.

Vítima de feminicídio temia ser morta pelo marido: ‘me agrediu várias vezes’

Morta a tiros no domingo (18), em São José da Tapera, interior de Alagoas, Mônica Cristina Gomes Cavalcante Alves, de 26 anos, era descrita como uma “profissional dedicada”, “atenciosa” e uma “mãe zelosa”. A servidora pública foi assassinada quando saiu de uma festa e o principal suspeito é o seu marido, procurado pela polícia.

Mônica chegou a gravar um vídeo horas antes de ser assassinada (assista mais abaixo). Nele, ela conta que temia ser morta pelo marido, Leandro Barros, e diz que vivia um relacionamento abusivo. O vídeo foi bastante compartilhado na internet após a sua morte.

Mônica era servidora do Município e trabalhava como cuidadora de criança especial no Centro Municipal de Educação Infantil de São José da Tapera. A Prefeitura do município emitiu nota de pesar pela morte da servidora.

“Nossos pensamentos estão com os filhos, familiares e amigos nesse momento difícil. Desejamos que encontrem conforto e força para lidar com essa perda. Que a justiça seja feita e que sua memória seja lembrada com carinho e gratidão”, disse a nota.

Na página em que a nota foi postada, muitas pessoas que a conheciam a descreveram como uma profissional bastante dedicada. Além dos elogios, diversas pessoas também lamentavam o crime.

Mônica deixa dois filhos, de 3 e de 9 anos. O seu corpo foi velado nesta segunda-feira (19) em São José da Tapera.

Segundo a Polícia Civil, Leandro Barros fugiu logo após o crime. Ele teria discutido com Mônica em uma festa de São João, o que teria motivado o crime. A servidora foi morta com cinco tiros ao retornar da festa e encontrar o marido na porta de casa. (via g1al)

Prefeitura de Tapera

A Prefeitura de São José da Tapera usou as redes sociais para se solidarizar com Mônica, que era servidora de uma creche da cidade. “Lamentamos profundamente o falecimento da funcionária do CMEI, Mônica Cavalcante. Nossos pensamentos estão com os filhos, familiares e amigos nesse momento difícil. Desejamos que encontrem conforto e força para lidar com essa perda. Que a justiça seja feita e que sua memória seja lembrada com carinho e gratidão.”

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!