25 de junho de 2024

Insights e questionamentos do Prof. Sydney Leão em relação a audiência pública do Hospital Nair

Por

Redação, com informações de Sydney Leão

Na última segunda-feira foi extensamente divulgado pela imprensa pauloafonsina e dos municípios vizinhos áudio de 7:25 min encaminhado pelo Professor Assistente e ex-coordenador CMED-PAV Sydney Leão em relação a audiência pública vinculada a situação do HNAS, que aconteceu na última sexta-feira, 22/03/2024, com a participação de todos os entes envolvidos na situação do HNAS, dentre eles, a Univasf, que foi representada pelo Superintendente do HU-Petrolina e Ex-reitor da Univasf, Prof. Julianeli Tolentino.

Inicialmente, como um dos principais conhecedores em relação a temática do HNAS, o Prof. Sydney Leão parabenizou a iniciativa associada a essa audiência, que foi estabelecida a partir do trabalho do MM. Juiz de Direito Dr. João Paulo Pirôpo, o qual efetuou sentença, em caráter liminar em novembro de 2022 referente a obrigatoriedade de assunção por parte da Ebserh em relação a gestão do HNAS (decisão que foi posteriormente derrubada no âmbito do Tribunal Regional Federal da 1ª. região, em Brasília).

Inicialmente no áudio, o Prof. Sydney elogiou a postura por parte do governo federal em dobrar o recurso vinculado ao HNAS (de 10 para 20 milhões de reais anuais), o que fará, consequentemente que a Prefeitura Municipal de Paulo Afonso consiga economizar igual montante nas questões vinculadas ao Hospital Nair Alves de Souza, o qual certamente será utilizado em outras áreas da saúde na visão do Prof. Sydney Leão, como atenção básica e atenção especializada.

Por um outro lado, a partir da decisão elencada durante a audiência, de construção de um novo Hospital para substituir o antigo HNAS, o Prof. Sydney Leão trouxe, de maneira muito didática em seu áudio, três questionamentos de ordem prática, a saber: 1- Terreno onde será construído o novo Hospital- O Prof. Sydney entende como ideal que o novo Hospital seja construído dentro da ilha de Paulo Afonso, nas imediações do Sal Torrado, onde já está instalada a sede da Univasf Campus Paulo Afonso; mas nesse cenário, qual seria o terreno ideal para a construção do futuro Hospital Universitário de Paulo Afonso? Na visão do Prof. Sydney Leão, haveria duas opções na mesa; a primeira delas seria construir o HUPAV dentro do Campus Paulo Afonso, idealmente com uma planta de hospital vertical, considerando a futura necessidade do Campus em relação ao estabelecimento de outros cursos, com os seus respectivos prédios; já a segunda seria conseguir um terreno próximo ao Campus que não tenha linhas de transmissão de energia elétrica e que seja viável para a construção do Hospital. 2- Recursos para o financiamento e construção do HNAS: Para o Prof. Sydney, é urgente que se defina de onde virão os recursos para a construção do futuro Hospital Universitário- se os mesmos serão oriundos de novo acordo com a massa associada ao que era a Eletrobras (nessa fase pós-privatização) ou se o recurso para construção do HUPAV, nos padrões Ebserh, o qual poderá passar de 200 milhões de reais (segundo informações obtidas pelo Prof. Sydney) será oriundo diretamente do orçamento da União dos próximos anos.

A solução da construção da nova Unidade Hospitalar ser efetuada pelo Governo Baiano é interessante na visão do Prof. Sydney, considerando que é inviável a Univasf, devido ao teto de gastos, absorver tal montante (tendo em vista que o recurso anual vinculado a essa Universidade não chega a 40 milhões de reais); sendo que existe, segundo o ex-coordenador CMED-PAV, projeto no âmbito da CONDER que poderia ser utilizado na construção do futuro HUPAV, que é o projeto do Hospital Regional de Seabra, na Chapada Diamantina.

]Também um outro questionamento que se impõe na visão do Prof. Sydney é se é possível, no âmbito da justiça federal, haver a disponibilização do recurso de 45 milhões de reais (depositado pela Eletrobras em 2019 para a reforma do HNAS) para que o mesmo também seja utilizado na construção do futuro HUPAV. Também, em médio a longo prazo, é relevante, na visão do Prof. Sydney, ser estabelecido o pacto entre os diferentes entes vinculados ao futuro HUPAV para que o financiamento do funcionamento hospitalar possa ser efetuado da melhor forma possível; ou seja, a prefeitura de Paulo Afonso continuará contribuindo, com alguns poucos milhões de reais, para o funcionamento deste nosocômio Hospitalar. 3- Qual será o destino do atual prédio do HNAS, o qual é pertencente, em termos escriturários, à Univasf, desde 2015.

Na visão do Prof. Sydney, para que o processo de estabelecimento do HUPAV seja mais célere, possivelmente o futuro Hospital Universitário da nossa cidade será um Hospital de porta fechada, focado nas especialidades clínicas e cirúrgicas, com possibilidade de extensão para a pediatria; sendo que o antigo HNAS poderá, nessa perspectiva, ser transformado em uma grande Unidade materno-infantil, com enfoque em obstetrícia.

Na visão do Prof. Sydney, que também é pré-candidato a vereador na cidade de Paulo Afonso, tais questionamentos precisam ser respondidos pelos entes envolvidos na situação, para que as tratativas possam avançar a contento nos próximos três anos.

Ele ainda destacou a Luta Incansável promovida por diferentes atores e entidades locais em prol da transformação do HNAS em Hospital Universitário de Paulo Afonso, esperando, com Fé Inabalável, que em algum momento, o sonho de tantos pauloafonsinos possa ser transformado em realidade, observando-se assim, um salto de qualidade na assistência hospitalar terciária e quaternária para pauloafonsinos e munícipes de 23 cidades de quatro estados que historicamente estão associados ao HNAS.

 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!