29 de maio de 2024

IFBA campus Paulo Afonso suspende aulas após adesão dos servidores à greve nacional dos Institutos e Universidades Federais

Por

Redação, sitepa4

A Direção Geral do campus Paulo Afonso do IFBA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia comunica à comunidade e ao público em geral que as aulas estão suspensas por tempo indeterminado.

“Consideramos que esta decisão se faz necessária, uma vez que o funcionamento regular, seguro e eficiente do campus está afetado pela adesão dos servidores (Docentes e Técnicos Administrativos) desta unidade à Greve Nacional, convocada pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE). A saber, neste momento, em todo o Brasil, 470 instituições da Rede Federal de educação já aderiram à greve. Continuamos acompanhando, junto ao comando local de greve, os encaminhamentos do movimento grevista, quando poderemos reavaliar a decisão. E, desde já, nos colocamos à disposição para esclarecimentos.”, diz a nota do Ifiba.

Por hora, informações sobre reposições nas atividades e mudanças no calendário serão apresentadas em momento oportuno no futuro. Neste sentido, cabe destacar que as medidas necessárias para o restabelecimento das atividades acadêmicas serão tomadas assim que a greve for encerrada, de forma a garantir os direitos dos(as) estudantes e minimizar possíveis impactos, informou.

Entenda

Ao menos 360 unidades de ensino aderiram à greve iniciada no último dia 3, informa o Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Básica, Profissional e Tecnológica. Entre as demandas, está a recomposição salarial que varia de 22,71% a 34,32%, dependendo da categoria, além de uma reestruturação das carreiras da área técnico-administrativa e de docentes.

Já os professores de universidades federais entraram em greve nacional nesta segunda-feira (15), rejeitando a proposta do Ministério da Gestão.  Eles querem reajuste de 22,71% em três parcelas de 7,06% por ano.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições do Ensino Superior (Andes), a proposta do governo federal foi de reajuste salarial zero, com aumentos apenas no auxílio-alimentação, que passaria de R$ 658, para R$ 1 mil; no valor da assistência pré-escolar, de R$ 321 para R$ 484,90, além de 51% a mais no valor atual da saúde suplementar.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!