23 de maio de 2024

Estaria fora de controle a questão dos animais soltos em Paulo Afonso? A quem cabe a responsabilidade?

Por

Redação, sitepa4

 

Cães abandonados no Bairro Tancredo Neves (BTN 3), segundo denúncia de protetores de animais em Paulo Afonso. Foto: redes sociais

 

Por Itaíbes Paiva

Lidar com uma quantidade excessiva de cães soltos em nossa cidade está se tornando uma questão preocupante e desafiadora para a comunidade. Essa situação pode representar riscos à segurança pública, ao bem-estar dos próprios cães e à saúde da população. Ataques por parte desses animais está sendo constante inclusive nas principais ruas da cidade. Já não se pode transitar com tranquilidade sem que tenha o desprazer de ser atacado por um ou vários desses animais a solta. Mas o que está sendo feito por parte das autoridades competentes para resolver o problema?

Desconheço uma única campanha educativa para conscientizar os moradores sobre a importância de manter seus cães em áreas seguras, com coleiras ou informações sobre as leis locais relacionadas ao controle de animais.

Mas como aplicar as leis?  Se existem leis municipais que abordam questões relacionadas ao controle de animais, como a obrigação de manter os cães em coleiras e responsabilidades dos donos. A População na sua maioria desconhece.

Programas de castração e esterilização que seria uma arma importante no controle a longo prazo desses animais ao que parece ficou apenas no papel ou estão aguardando que algo catastrófico aconteça para ser mais eficaz.

Abrigos e adoções responsáveis essa pratica ela é difundida através de organizações que cuidam de animais, o poder público precisa assumir o seu papel de protagonista na questão e definitivamente resolver o problema criando espaços para acolher esses animais.

ONGs e grupos de proteção vem trabalhando em uma luta incansável mesmo pelo pouco ou nenhum apoio dado a causa pelos órgãos governamentais.

Programas de recolhimento e cuidado temporário inexiste em nossa cidade salvo os feitos pelas ONGs que lidam na proteção animal.

Inexiste Fiscalização ou monitoramento nas áreas onde existem cães soltos, essa atitude poderia ajudar a identificar os proprietários irresponsáveis e aplicar multas quando necessário.

O município poderia cria uma ouvidoria exclusiva enquanto perdurasse o problema solicitando dos moradores que relatem aviltamentos de cães soltos ou problemas relacionados a animais abandonados.

Mas o que realmente precisamos é que se tenha de fato uma ação proativa no combate a essa situação por parte dos Órgãos municipais, onde dentre outras atribuições façam o recolhimento e tratamento de animais de através dos órgãos de controle de zoonoses e a secretaria de saúde município.

O tratamento de animais de rua é complexa e exige uma cooperação entre várias entidades e a participação da comunidade. É de fundamental importância que se enfrente esse problema de forma sustentável e humanizada e que ações como a esterilização/castração para controle da superpopulação, campanhas de adoção responsável devem ser implementadas não apenas pelas entidades de proteção aos animais, mas principalmente pelo poder público que é o principal responsável por esse controle.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!