20 de junho de 2024

Cantora gospel encontrada morta com corpo carbonizado temia compra de arma pelo marido; ele foi preso ao confessar o crime

Por

Redação, com g1

A cantora gospel Sara Mariano, encontrada morta na sexta-feira (27), após ficar desaparecida desde terça (24), disse em um áudio para a irmã, Soraya Correia, que o marido, Ederlan Mariano, queria comprar uma arma. No diálogo, a evangélica disse que terminaria o relacionamento com o homem, caso o armamento fosse comprado.

Ederlan Mariano foi preso na madrugada deste sábado (28) após confessar o crime. O g1 tenta contato com a defesa do suspeito.

Segundo Sara Mariano, no áudio, ela descobriu a intenção do marido de comprar a arma após flagrá-lo em uma conversa com um homem, que seria responsável pela venda.

“Aí puxei conversa e ele disse que o cara com o rosto queimado estava ‘trazendo uma arma para me ver, porque eu quero comprar uma arma’. Aí eu disse: ‘Se tu comprar uma arma, me separo de tu, porque do jeito que tu é, sem arma já destrói tudo, imagina com arma'”, disse a cantora gospel para a irmã, no áudio.

“Ele disse: ‘Não, Deus me livre’, eu mesmo não’. Mas eu já disse para ele, se ele comprar uma arma, eu vou embora sem ele nem ver, porque eu não tenho um pingo de confiança nele. Sem arma já destrói tudo, imagina com arma?”, concluiu.

No diálogo com Soraya Correia, Sara Mariano diz ainda que já tinha “entregado” o relacionamento com o marido a Deus e que tinha fé que “Jesus ia resolver”.

“Mas mulher, eu creio, a irmã da Universal já tinha até falado: ‘Ele não vai tocar em você não, porque Deus não vai deixar’. Em nome de Jesus, mas creio que Jesus vai resolver, porque já entreguei a Deus e ele tem que resolver”.

No áudio, Sara Mariano não relata agressões sofridas, mas chega a falar que Ederlan Mariano “vira um monstro” e que não queria “tomar uma decisão precipitada”.

“Estou no aguardo de Deus responder, mas tenho que agir com ele normal, de bem, entendeu? Não tenho um pingo de confiança, mulher”, ressaltou a cantora gospel.

“Ele vira um monstro. Tudo que a senhora falou, eu estava até conversando com uma senhora da igreja, aí contei que a senhora não gosta dele, contei as histórias e a irmã da Universal disse: ‘Meu Deus, não acredito, é mesmo? Ele faz as pessoas gostar deles, conquista as pessoas’. Aí eu disse: ‘Pois é”, concluiu.

Ederlan Mariano foi levado para a 25ª Delegacia Territorial (DT), logo após reconhecer o corpo de uma mulher, em uma área de mata, às margens da BA-093, na altura de Dias D’Ávila, cidade da Região Metropolitana de Salvador, como da esposa.

Segundo a Polícia Civil, o marido da cantora gospel prestou depoimento na unidade até por volta das 1h deste sábado. Depois, foi levado para a carceragem, onde segue à disposição da Justiça.

Amigo diz que não houve evento

Um pastor, amigo da cantora Sara Mariano, também foi à delegacia da cidade de Dias D’Ávila, e falou sobre a suposta ida dela ao município da Região Metropolitana de Salvador.

Apesar do reconhecimento do marido de Sara Mariano, a Polícia Civil reforça que o Departamento de Polícia Técnica (DPT) ainda vai confirmar a identidade do cadáver.

Sobre o suposto evento que a cantora teria ido, o pastor André Santos reforça que não havia qualquer cerimônia programada em igrejas evangélicas no município que possui cerca de 71 mil habitantes.

No entanto, antes de desaparecer, Sara Mariano publicou nas redes sociais que estava a caminho de Dias D’Ávila. [Veja o vídeo abaixo]

Além de Sara, o marido dela, Ederlan Mariano, deu a mesma versão à imprensa na quinta-feira (26), mas não sabia o nome da igreja onde a esposa iria cantar. [Veja o vídeo abaixo]

Apesar da informação, o pastor André Santos reforçou que não houve evento marcado com a presença da cantora gospel, que ele conhece há cerca de 8 meses e que já cantou quatro vezes na igreja em que ele é o líder religioso.

“Quando ficamos sabendo dos fatos e pelo horário que foi divulgado que ela vinha para um evento “Rosa” [para mulheres] em Dias D’Ávila, veio [à polícia] dizer que não havia nenhum evento na cidade, em nenhuma igreja, no horário que foi comentado a respeito da saída dela [de casa], às 21h30, para vir em um culto aqui na cidade”, explicou André.

Danúbia Silva, esposa do pastor André e amiga de Sara, detalhou que achou estranho o fato da cantora não ter ido para o suposto evento acompanhada da filha.

“Todo lugar que ela vai é com a filha. Ás vezes ele [marido de Sara] acompanhava ela. Na nossa igreja ela esteve duas vezes com ele e outras duas com a filha”, relatou a mulher.

No vídeo publicado nas redes sociais, em que Sara disse que ia para a cidade de Dias D’Ávila, ela mostrou o carro que a levaria para o suposto evento. Não há informações de quem seria a pessoa que estava ao volante.

A cantora gospel saiu de casa no bairro da Valéria, em Salvador, para ir a eventos religiosos, conforme informações do marido dela. À família, Ederlan Mariano, disse não saber exatamente em qual igreja a esposa iria.

O corpo da cantora gospel foi encontrado três dias após o desaparecimento dela. O cadáver estava em uma área de mata, às margens da BA-093, na altura de Dias D’Ávila, cidade da Região Metropolitana de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, o marido da cantora gospel disse tratar-se da esposa.

Apesar do reconhecimento do marido, a Polícia Civil reforça que o Departamento de Polícia Técnica (DPT) ainda vai confirmar a identidade do cadáver.

Veja vídeos dos fatos:

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!