20 de maio de 2024

BYD compra fábrica da Ford na Bahia e planeja fazer carros nacionais no fim de 2024

Por

Redação, com g1

Fábrica da BYD na China. Foto: Getty Images

 

A BYD vai comprar a fábrica da Ford em Camaçari (BA), fechada desde o início de 2021. A fabricante chinesa já acertou os detalhes com a marca norte-americana e o anúncio será feito em uma cerimônia na capital baiana na próxima terça-feira (4).

A confirmação da instalação de uma fábrica no Brasil foi feita tanto pelo presidente da filial brasileira da BYD, Taylor Lee como pelo governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT). Porém, nenhum deles mencionou que o negócio foi fechado com a Ford.

A própria Ford disse que negocia com a BYD, “mas neste momento não tem nada para anunciar.” Porém, a informação foi confirmada pela Autoesporte com fontes dos dois lados da negociação. Os valores não foram informados.

Em novembro do ano passado, a BYD assinou um protocolo de intenções com a Bahia que prevê empregar 1.200 pessoas e investir de R$ 3 bilhões na criação de três fábricas: uma para automóveis, outra de caminhões e ônibus e uma última de painéis solares.

Atualmente a empresa produz veículos pesados e painéis em Campinas (SP).

Fábrica da BYD em Campinas (SP) — Foto: Divulgação

 

“Não temos qualquer limitação de investimentos, poderia inclusive ser maior [do que os R$ 3 bilhões]”, disse Lee no evento de lançamento do Dolphin na última quarta-feira (28). Na ocasião, o executivo afirmou que os modelos produzidos no Brasil poderão ser exportados para outros países da região.

Previsão de abertura
Autoesporte ainda apurou que a fábrica terá capacidade inicial de cerca de 20 mil veículos por ano. Mas o volume pode aumentar para 50 mil, caso a BYD julgue necessário. A inauguração da unidade de automóveis deve ocorrer no final do ano que vem ou no início de 2025.

Quais carros serão produzidos?
E o modelo favorito para ser o primeiro BYD nacional é o SUV híbrido Song Plus. Atualmente, o veículo é importado da China e custa R$ 270 mil. Outro forte candidato para ser nacionalizado é o hatch compacto Dolphin, que acaba de ser lançado por menos de R$ 150 mil e teve 146 unidades comercializadas em algumas horas.

BYD Song Plus — Foto: Rafael Munhoz/BYD
BYD Dolphin acaba de ser lançado no Brasil — Foto: Renan Sesicki/Autoesporte

 

O modelo tem tamanho semelhante ao de um Chevrolet Onix, mas custa o mesmo que rivais elétricos bem menores, como Renault Kwid E-Tech, Jac E-JS1 e Caoa Chery iCar. O concorrente direto da BYD para esse trio é o Seagull, que será lançado no ano que vem por aqui. Se o pequeno elétrico fizer sucesso, também pode passar a ser produzido em Camaçari.

Ainda que não tenha decolado nas vendas, a BYD vai consolidando a estrutura no Brasil. Já foram inauguradas 24 concessionárias, o dobro de lojas da Jac Motors e mais do que a rede de pontos de vendas de veículos elétricos da Mercedes-Benz. A previsão é terminar 2023 com 100 endereços em todo o Brasil.

BYD Seagull será o elétrico mais barato da empresa no Brasil — Foto: Divulgação

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!