20 de maio de 2024

“Boca de fumo” de Zé do Peixe é estourada no BTN

Por



 


Ontem (06/03), por volta do meio-dia, mais uma boca de fumo foi estourada em Paulo Afonso. Desta vez, a de José Gomes dos Santos, mais conhecido como “Zé do Peixe”.


O Sd. Janio, juntamente com sua guarnição da viatura 2039, estava de serviço nas proximidades do Posto Oásis, quando avistaram o mototaxista Bráulio, do qual já há denúncias de ser “avião” do tráfico.


 


Os policiais viram Bráulio passando alguma coisa para um usuário de menor já conhecido. Após a saída de Bráulio, os policiais abordaram o menor e o mesmo disse que Bráulio não tinha pedra de crack de 10 reais e que iria buscar no BTN, e o que o mototaxista tinha passado para o menor era o dinheiro que ele estava devolvendo.


 


A guarnição seguiu Bráulio até o BTN e o viram entrar na casa do traficante “Zé do Peixe” na Rua Benone, nº 400, Bairro Santa Inês. Aguardaram-no sair e o abordaram próximo ao Colégio Manoel Nascimento. Ele estava com 02 pedras de crack e, ao ser indagado, confessou ter comprado de “Zé do Peixe” e acrescentou dizendo que ele estava com a droga dentro de um frasco de remédio, no bolso. Após a aquisição desta informação, a guarnição solicitou apoio do GTM para juntos encaminharem-se à casa do traficante.


 


Quando Zé do Peixe estava saindo de casa percebeu a aproximação da viatura e tentou evadir-se do local pelo sentido contrário, porém, o GTM o cercou, fazendo com que Zé do Peixe tentasse correr e jogasse o pote que estava no bolso fora. Não conseguiu. Foi agarrado por policiais e começou uma briga, ferindo 3. Ainda durante a briga, Zé do Peixe tentou pegar a pistola de um dos policiais, mas sem sucesso, sendo alvejado na altura da canela esquerda, fazendo com que não reagisse mais.


 


Zé do Peixe foi socorrido pela viatura do GTM e conduzido até o Hospital Nair Alves de Souza, onde se encontra hospitalizado e não corre risco de morte.


 


Enquanto o GTM socorria o então traficante, as guarnições das viaturas 2039 e 2002 tentavam adrentar à casa de Zé do Peixe, na qual encontravam-se seus dois filhos, também conhecidos como traficantes. Eles dificultaram a entrada da Polícia e, em pouco tempo, os policiais ouviram o barulho da descarga, possivelmente porque estavam tentando se livrar das drogas.


 


Augusto, um dos filhos, jogou as drogas num ralo no quintal da casa, o qual estava aberto e com um pedaço de pau ao lado.  Demorou cerca de 15 minutos para abrirem a porta, tempo necessário para se livrarem das drogas.


 


Foram apresentados à Delegacia de Polícia:


 


– 1 pote de remédio contendo 30 pedras de crack, sendo 05 um pouco maiores, de valor de venda de 15 reais que estavam com Zé do Peixe;


– 02 pedras de crack que estavam em posse de Bráulio;


– a quantia de R$ 509,00, sendo 500 de Zé do Peixe e 9 de Bráulio;


– 02 aparelhos de celular, um de Zé e outro de Bráulio;


– 02 capacetes, 01 bata de mototáxi e 1 moto Pop de cor vermelha.


 


José Gomes dos Santos (Zé do Peixe), saiu há pouco tempo do Presídio de Arapiraca, cumpriu pena por tráfico de drogas, e seus filhos também já respondem por tráfico.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!