23 de maio de 2024

Entrevista: Val fala sobre 2012 e demonstra revolta com prisão de empresário

Por

Entrevista do Superintendente da CAR (Cia de Desenvolvimento e Ação Regional) – Dernival Oliveira Júnior, ao Repórter Epidauro Pamplona, pseudônimo de Carlos Mecânico.


 


Sobre a política pauloafonsina, repercute na cidade a polêmica entrevista de Roberto Freire ao Programa Tribuna do Povo da Rádio Betel FM e ao site ozildoalves.com.br, onde o entrevistado “metralhou” seu ex-correligionário, o Prefeito Anilton Bastos até com adjetivos pejorativos e negando-se até a apertar a sua mão, como você avalia a posição do assessor do vereador Antônio Alexandre?


 


Essa questão de lançamento de candidatos a Prefeito de Paulo Afonso para 2012 é legitima, é direito de qualquer um, a partir do momento que ele vota ele pode ser votado, assim como Paulo de Deus se lançou candidato e outros também se lançarão. Até porque o prefeito está mostrando a fragilidade nos olhos dos cidadãos pauloafonsinos, eu até digo assim que Prefeito quando está fragilizado ele sofre esses tipos de ataques, o ataque partiu de um ex-admirador, um ex-eleitor seu. Se ele falou tudo o que falou é porque ele estava por dentro, estava vivendo dentro da Prefeitura e isso só mostra que o povo de Paulo Afonso não está satisfeitos. Quando eu me refiro a candidatura do ex-prefeito Paulo de Deus, estou me referindo a todos que irão se candidatar contra essa gestão implantada aqui em Paulo Afonso.


 


Em relação à prisão arbitrária do empresário Tarcísio Costa (Servilar), por discordar do processo licitatório da Prefeitura, é o que se comenta em todos os cantos da cidade. Como o nobre gestor da CAR vê essas questiúnculas politiqueiras que refletem cada vez mais a administração tida como questionável, do Prefeito dos “Democratas”?


 


Em relação à prisão do empresário Tarcísio, pode-se notar a omissão do jornalismo em Paulo Afonso, quando o mesmo é filho de um dos sócios de uma rádio. Não gostaria de falar como político, mas como filho de comerciante, filho de ex-presidente da associação comercial e eu fico muito triste com isso, com a omissão da CDL e da ASCOPA, onde as mesmas poderiam estar tomando alguma providência. Agora vem um empresário, filho de um comerciante um dos maiores investidores daqui de Paulo Afonso e a nossa entidade, da qual meu pai foi fundador se omite numa questão dessas. Eu fico muito triste. Em minha opinião a polícia errou, eu disse isso ao Delegado Mozart Cavalcanti, liguei pra ele e disse: vocês erraram nessa condução, nessa prisão, porque independente de qualquer coisa, seja empresário, seja bandido, ou seja, cidadão de bem, você deve tomar pé do que está ocorrendo e não um Secretário (Flávio Henrique – Procurador Jurídio da Prefeitura Municipal de Paulo Afonso) usar da força de um cargo e ligar para a polícia, como se fosse meramente um bandido. Um empresário como Tarcísio, cidadão de bem, sua família passando por problemas, com sua mãe doente, internada em Recife, todos os seus filhos lá, e Tarcísio passando por uma situação dessas. 


 


Voltando a política, já existe uma polarização antecipada da candidatura de Paulo de Deus e Anilton Bastos para a prefeitura de Paulo Afonso, filmes já vistos pelos eleitores da cidade e zona rural, o senhor como presidente municipal do Partido Progressista lançará candidato próprio? Quais os nomes que estão em alta, qual o critério de escolha e quando começará sua divulgação?


 


A questão do lançamento das candidaturas de Paulo de Deus, assim como a do Prefeito Anilton Bastos, são legitimas. Já ouvi falar que Paulo de Deus irá fazer uma pesquisa, se ele estiver bem, seguirá em frente. Acredito que a oposição lançará seu candidato, não quero aqui, falar em nome do PP, porque o PP aqui em Paulo Afonso tem aliança com outros partidos. O melhor nome, dentro dessa estrutura que o PP oferece junto com seus aliados será o melhor nome para candidato a Prefeito de Paulo Afonso.  Quero lhe dizer que estamos muito fortes aqui em Paulo Afonso, o nome do Deputado Federal – Mário Negromonte e o PP estão fortes aqui dentro de Paulo Afonso. Vamos, é claro lançar uma candidatura para que possamos lutar pelo povo de Paulo Afonso. Vamos continuar trabalhando, o Ministro tem várias ideias para dentro de Paulo Afonso, a exemplo de uma Orla para a Prainha e uma segunda Ponte para Paulo Afonso. Inclusive o Ministro já conversou com o Governador sobre essa Ponte aqui. Não quero citar nomes, porque são muitos os nomes que o Partido tem, são nomes fortes que tem respeito aqui em Paulo Afonso, que não tem ficha suja.


 


Superintendente, segunda e terça-feira do corrente, dias 21 e 22, respectivamente, você se reunirá com 24 prefeitos da Associação dos Prefeitos do Sertão baiano em Coronel João Sá, nordeste da Bahia. Quais as suas expectativas política e econômica, desta reunião que promete ser benéfica para as cidades da 10ª Região e outras do semi-árido?


 


É uma reunião importante, até porque eu participei da criação da Fundação APSB (Associação de Prefeitos do Sertão Baiano) em Paulo Afonso. Estive lá quando fui receber o convite do futuro presidente da APSB, que é Carlinhos, inclusive meu amigo. A CAR que é direcionada para o sertão tem muito a ver com isso, eu sei que eles vão me questionar muito sobre as obras da secretária de desenvolvimento regional, estamos lá para trabalhar e atender a população de todo o semi-árido.


 


Val, como Vossa Excelência avalia os resultados do seu trabalho a frente da diretoria do SEINFRA no programa “Luz para todos” durante sua gestão?


 


Primeiramente gostaria de agradecer a Deus, depois a minha família e ao Deputado e Ministro – Mário Negromonte, ao seu filho Mário Negromonte Júnior e a Prefeita Ena Wilma, pela minha indicação a Diretoria de Energia, quando cheguei lá foi uma coisa muito grande, muito assustadora, até porque eu não sou Engenheiro Eletricista, mas na minha família temos Engenheiros Eletricistas, comecei a trabalhar e aprender. Agradeço também ao ��������ÉQ�� ��

Entrevista do Superintendente da CAR (Cia de Desenvolvimento e Ação Regional) – Dernival Oliveira Júnior, ao Repórter Epidauro Pamplona, pseudônimo de Carlos Mecânico.


 


Sobre a política pauloafonsina, repercute na cidade a polêmica entrevista de Roberto Freire ao Programa Tribuna do Povo da Rádio Betel FM e ao site ozildoalves.com.br, onde o entrevistado “metralhou” seu ex-correligionário, o Prefeito Anilton Bastos até com adjetivos pejorativos e negando-se até a apertar a sua mão, como você avalia a posição do assessor do vereador Antônio Alexandre?


 


Essa questão de lançamento de candidatos a Prefeito de Paulo Afonso para 2012 é legitima, é direito de qualquer um, a partir do momento que ele vota ele pode ser votado, assim como Paulo de Deus se lançou candidato e outros também se lançarão. Até porque o prefeito está mostrando a fragilidade nos olhos dos cidadãos pauloafonsinos, eu até digo assim que Prefeito quando está fragilizado ele sofre esses tipos de ataques, o ataque partiu de um ex-admirador, um ex-eleitor seu. Se ele falou tudo o que falou é porque ele estava por dentro, estava vivendo dentro da Prefeitura e isso só mostra que o povo de Paulo Afonso não está satisfeitos. Quando eu me refiro a candidatura do ex-prefeito Paulo de Deus, estou me referindo a todos que irão se candidatar contra essa gestão implantada aqui em Paulo Afonso.


 


Em relação à prisão arbitrária do empresário Tarcísio Costa (Servilar), por discordar do processo licitatório da Prefeitura, é o que se comenta em todos os cantos da cidade. Como o nobre gestor da CAR vê essas questiúnculas politiqueiras que refletem cada vez mais a administração tida como questionável, do Prefeito dos “Democratas”?


 


Em relação à prisão do empresário Tarcísio, pode-se notar a omissão do jornalismo em Paulo Afonso, quando o mesmo é filho de um dos sócios de uma rádio. Não gostaria de falar como político, mas como filho de comerciante, filho de ex-presidente da associação comercial e eu fico muito triste com isso, com a omissão da CDL e da ASCOPA, onde as mesmas poderiam estar tomando alguma providência. Agora vem um empresário, filho de um comerciante um dos maiores investidores daqui de Paulo Afonso e a nossa entidade, da qual meu pai foi fundador se omite numa questão dessas. Eu fico muito triste. Em minha opinião a polícia errou, eu disse isso ao Delegado Mozart Cavalcanti, liguei pra ele e disse: vocês erraram nessa condução, nessa prisão, porque independente de qualquer coisa, seja empresário, seja bandido, ou seja, cidadão de bem, você deve tomar pé do que está ocorrendo e não um Secretário (Flávio Henrique – Procurador Jurídio da Prefeitura Municipal de Paulo Afonso) usar da força de um cargo e ligar para a polícia, como se fosse meramente um bandido. Um empresário como Tarcísio, cidadão de bem, sua família passando por problemas, com sua mãe doente, internada em Recife, todos os seus filhos lá, e Tarcísio passando por uma situação dessas. 


 


Voltando a política, já existe uma polarização antecipada da candidatura de Paulo de Deus e Anilton Bastos para a prefeitura de Paulo Afonso, filmes já vistos pelos eleitores da cidade e zona rural, o senhor como presidente municipal do Partido Progressista lançará candidato próprio? Quais os nomes que estão em alta, qual o critério de escolha e quando começará sua divulgação?


 


A questão do lançamento das candidaturas de Paulo de Deus, assim como a do Prefeito Anilton Bastos, são legitimas. Já ouvi falar que Paulo de Deus irá fazer uma pesquisa, se ele estiver bem, seguirá em frente. Acredito que a oposição lançará seu candidato, não quero aqui, falar em nome do PP, porque o PP aqui em Paulo Afonso tem aliança com outros partidos. O melhor nome, dentro dessa estrutura que o PP oferece junto com seus aliados será o melhor nome para candidato a Prefeito de Paulo Afonso.  Quero lhe dizer que estamos muito fortes aqui em Paulo Afonso, o nome do Deputado Federal – Mário Negromonte e o PP estão fortes aqui dentro de Paulo Afonso. Vamos, é claro lançar uma candidatura para que possamos lutar pelo povo de Paulo Afonso. Vamos continuar trabalhando, o Ministro tem várias ideias para dentro de Paulo Afonso, a exemplo de uma Orla para a Prainha e uma segunda Ponte para Paulo Afonso. Inclusive o Ministro já conversou com o Governador sobre essa Ponte aqui. Não quero citar nomes, porque são muitos os nomes que o Partido tem, são nomes fortes que tem respeito aqui em Paulo Afonso, que não tem ficha suja.


 


Superintendente, segunda e terça-feira do corrente, dias 21 e 22, respectivamente, você se reunirá com 24 prefeitos da Associação dos Prefeitos do Sertão baiano em Coronel João Sá, nordeste da Bahia. Quais as suas expectativas política e econômica, desta reunião que promete ser benéfica para as cidades da 10ª Região e outras do semi-árido?


 


É uma reunião importante, até porque eu participei da criação da Fundação APSB (Associação de Prefeitos do Sertão Baiano) em Paulo Afonso. Estive lá quando fui receber o convite do futuro presidente da APSB, que é Carlinhos, inclusive meu amigo. A CAR que é direcionada para o sertão tem muito a ver com isso, eu sei que eles vão me questionar muito sobre as obras da secretária de desenvolvimento regional, estamos lá para trabalhar e atender a população de todo o semi-árido.


 


Val, como Vossa Excelência avalia os resultados do seu trabalho a frente da diretoria do SEINFRA no programa “Luz para todos” durante sua gestão?


 


Primeiramente gostaria de agradecer a Deus, depois a minha família e ao Deputado e Ministro – Mário Negromonte, ao seu filho Mário Negromonte Júnior e a Prefeita Ena Wilma, pela minha indicação a Diretoria de Energia, quando cheguei lá foi uma coisa muito grande, muito assustadora, até porque eu não sou Engenheiro Eletricista, mas na minha família temos Engenheiros Eletricistas, comecei a trabalhar e aprender. Agradeço também ao ��������ÉQ�� ��

Entrevista do Superintendente da CAR (Cia de Desenvolvimento e Ação Regional) – Dernival Oliveira Júnior, ao Repórter Epidauro Pamplona, pseudônimo de Carlos Mecânico.


 


Sobre a política pauloafonsina, repercute na cidade a polêmica entrevista de Roberto Freire ao Programa Tribuna do Povo da Rádio Betel FM e ao site ozildoalves.com.br, onde o entrevistado “metralhou” seu ex-correligionário, o Prefeito Anilton Bastos até com adjetivos pejorativos e negando-se até a apertar a sua mão, como você avalia a posição do assessor do vereador Antônio Alexandre?


 


Essa questão de lançamento de candidatos a Prefeito de Paulo Afonso para 2012 é legitima, é direito de qualquer um, a partir do momento que ele vota ele pode ser votado, assim como Paulo de Deus se lançou candidato e outros também se lançarão. Até porque o prefeito está mostrando a fragilidade nos olhos dos cidadãos pauloafonsinos, eu até digo assim que Prefeito quando está fragilizado ele sofre esses tipos de ataques, o ataque partiu de um ex-admirador, um ex-eleitor seu. Se ele falou tudo o que falou é porque ele estava por dentro, estava vivendo dentro da Prefeitura e isso só mostra que o povo de Paulo Afonso não está satisfeitos. Quando eu me refiro a candidatura do ex-prefeito Paulo de Deus, estou me referindo a todos que irão se candidatar contra essa gestão implantada aqui em Paulo Afonso.


 


Em relação à prisão arbitrária do empresário Tarcísio Costa (Servilar), por discordar do processo licitatório da Prefeitura, é o que se comenta em todos os cantos da cidade. Como o nobre gestor da CAR vê essas questiúnculas politiqueiras que refletem cada vez mais a administração tida como questionável, do Prefeito dos “Democratas”?


 


Em relação à prisão do empresário Tarcísio, pode-se notar a omissão do jornalismo em Paulo Afonso, quando o mesmo é filho de um dos sócios de uma rádio. Não gostaria de falar como político, mas como filho de comerciante, filho de ex-presidente da associação comercial e eu fico muito triste com isso, com a omissão da CDL e da ASCOPA, onde as mesmas poderiam estar tomando alguma providência. Agora vem um empresário, filho de um comerciante um dos maiores investidores daqui de Paulo Afonso e a nossa entidade, da qual meu pai foi fundador se omite numa questão dessas. Eu fico muito triste. Em minha opinião a polícia errou, eu disse isso ao Delegado Mozart Cavalcanti, liguei pra ele e disse: vocês erraram nessa condução, nessa prisão, porque independente de qualquer coisa, seja empresário, seja bandido, ou seja, cidadão de bem, você deve tomar pé do que está ocorrendo e não um Secretário (Flávio Henrique – Procurador Jurídio da Prefeitura Municipal de Paulo Afonso) usar da força de um cargo e ligar para a polícia, como se fosse meramente um bandido. Um empresário como Tarcísio, cidadão de bem, sua família passando por problemas, com sua mãe doente, internada em Recife, todos os seus filhos lá, e Tarcísio passando por uma situação dessas. 


 


Voltando a política, já existe uma polarização antecipada da candidatura de Paulo de Deus e Anilton Bastos para a prefeitura de Paulo Afonso, filmes já vistos pelos eleitores da cidade e zona rural, o senhor como presidente municipal do Partido Progressista lançará candidato próprio? Quais os nomes que estã

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!