29 de maio de 2024

Pauloafonsinos vaiam presidente do CECA na audiência pública sobre o Toque de Acolher em Paulo Afonso

Por

Por Clécia Rocha


 


Com mais de 400 pessoas na platéia, a discussão sobre Toque de Acolher provocou polêmica durante a audiência pública realizada na noite de ontem (13) no Memorial da CHESF, na cidade de Paulo Afonso. Várias foram as opiniões declaradas durante o debate, sendo que a maioria foi favorável a implantação da medida na cidade.


 


“Mais de 95% do público presente se mostrou a favor da medida”


 


Abrindo discussão para todos os presentes, o presidente do Conselho Estadual da Criança e Adolescente, Edmundo Ribeiro mostrou-se contra o Toque de Acolher. “A portaria do Toque de Acolher remonta o Código de Menores e também é o mesmo que Carrocinha.”, falou Edmundo Ribeiro, salientando que, “espero que o Poder Público de Paulo Afonso pense bastante antes de tomar uma atitude como essa, a de adotar o Toque de Acolher”, afirmou.


 


Após declaração contrária ao Toque de Acolher, o público presente proferiu uma ostensiva vaia ao presidente do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente.


 


 


Geraldo Alves, líder de movimentos sociais, trambém presente ao evento de ontem comenta sobre o assunto:


 


Na noite de ontem 13/ 09, em evento realizado pelo Instituto Esperança com a presença de Dr. José Brandão Juiz da Comarca de Santo Estevão e demais autoridades locais e estaduais, destacando apenas a ausência do Prefeito Municipal Anilton Bastos (DEM).


 


Dr. Brandão fez uma explanação perfeita ao em torno do toque de acolher implantado em sua comarca. Durante suas colocações, deixo claro que o direito de argumentar, debater, questionar seria inexistente frente à sua convicção de adesão total da plenária. Mas, felizmente esse fato não ocorreu, pois dentro de uma democracia, a liberdade de expressão se faz valer o direito ao contraditório… Perguntar, não ofende.


 


Mas antes de “implantarmos” medidas ostensivas ou restritivas. Por que não acionar com o mesmo rigor da lei, os agentes públicos responsáveis pela criação e implementação de políticas públicas. Para a inércia dos poderes públicos, não têm restrições? Será mesmo que o problema da violência com criança e adolescente se resolverá com sugestões? Sem diálogo entre judiciário, executivo, legislativo�atrav&e©)�� ��

Por Clécia Rocha


 


Com mais de 400 pessoas na platéia, a discussão sobre Toque de Acolher provocou polêmica durante a audiência pública realizada na noite de ontem (13) no Memorial da CHESF, na cidade de Paulo Afonso. Várias foram as opiniões declaradas durante o debate, sendo que a maioria foi favorável a implantação da medida na cidade.


 


“Mais de 95% do público presente se mostrou a favor da medida”


WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!