21 de maio de 2024

A Tarde/Vox Populi: Borges, Pinheiro e Lídice tecnicamente empatados na disputa para o Senado

Por

 Na pesquisa estimulada, César Borges lidera em situação de empate técnico com Lídice e Pinheiro

 

A disputa pelas duas vagas baianas no Senado Federal deverá ser a mais acirrada nas eleições neste ano. Três candidatos aparecem empatados dentro da margem de erro de três pontos percentuais na pesquisa A TARDE/Vox Populi: o senador César Borges (PR) tem 14% da preferência do eleitorado, em segundo lugar está o deputado Walter Pinheiro (PT), com 13%; seguido pela deputada Lídice da Mata (PSB), com 10%. No levantamento espontâneo, quando os nomes dos candidatos não são apresentados aos entrevistados, aparecem, também empatados tecnicamente, além dos três já citados, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM) e o vice-prefeito de Salvador, Edvaldo Brito (PTB).

O Vox Populi adota uma metodologia diferente de outros institutos na verificação das intenções de votos para o Senado. No levantamento, o eleitor responde qual é o primeiro voto dele para o Senado. Depois, pergunta-se para quem vai o segundo voto. Em seguida, subtraindo os indecisos, com uma média ponderada entre o primeiro e o segundo voto, para chegar à conta final. “É uma aproximação para dar um indicativo”, explica o diretor-presidente do instituto, João Francisco Meira.

Os indecisos, que hoje representam 39%, são considerados de extrema importância nesta eleição para senador. Neste momento, estes eleitores superam os que já escolheram algum candidato. Normal, segundo Meira. “O eleitor costuma protelar a escolha de senadores, deputados federais e estaduais para depois de se posicionarem relação aos postulantes de cargos executivos, como o presidente e o governador”, diz. Ele lembra que a indecisão em relação ao segundo voto na pesquisa espontânea é de 76% do eleitorado.

Na pesquisa espontânea para o Senado, a primeira opção de votos é Walter Pinheiro, com 8%, seguido de César e Lídice, com 6% cada. No segundo voto, Lídice lideracom 6%, seguida de Pinheiro, que tem 4%, e César, com 2%. A média da pesquisa espontânea dá Pinheiro e Lídice com 6% de intenções.

“Pinheiro e Lídice têm vantagem na espontânea, mas César Borges é mais conhecido no Estado”, coloca Meira, lembrando que Lídice até bem pouco tempo tinha uma atuação restrita a Salvador.

Nos cruzamentos por religião, César Borges lidera entre os católicos e evangélicos, com 15% e 14%, respectivamente. Enquanto isso,o evangélico Pinheiro aparece com maior votação entre os que se apresentam como adeptos de religiões de matrizes africanas e os que se proclamam sem religião, com 18% e 16% de intenções de votos, respectivamente.

Na tabulação por gênero, os dois candidatos aparecem à frente de Lídice, mas tecnicamente empatados, na preferência do voto feminino.

O apoio do governador Jaques Wagner a candidatos a senador é fundamental para 16% do eleitorado, enquanto a maioria (38%) diz votar a depender do candidato em questão. Para 26%, não faz diferença a preferência do governador e 12% não votam em candidatos apoiados por ele. A influência é maior entre as mulheres, entre os eleitores com idade entre 25 e 29 anos, no eleitorado com escolaridade até a quarta série e com renda até um salário mínimo. É menor na faixa etária entre 30 e 39 anos, com escolaridade entre a quinta e a oitava séries do primeiro grau e entre os que têma renda acima dos cinco salários mínimos.

Com 21% das citações, Pinheiro aparece como o principal candidato associado a Wagner – mais do que dobro das lembranças de Lídice,que pontua com 10%.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!