23 de maio de 2024

Líder do PSDB diz em Minas que vai propor minirreforma eleitoral após eleições

Por

O líder do PSDB na Câmara, deputado João Almeida (BA), disse em Belo Horizonte, que vai propor uma minirreforma eleitoral ainda este ano, assim que as eleições se encerrarem. “Estou em meu quinto mandado e já se tentou votar uma reforma eleitoral em diversos períodos: no início da legislatura, no meio e antes das eleições. Nunca obtivemos sucesso. Agora vamos tentar logo depois do pleito, enquanto a campanha ainda está fresca na memória dos parlamentares e uma nova eleição distante”, informou.


 


A reforma seria, sobretudo, no sistema eleitoral, “para adotar ou o sistema de lista pré-ordenada ou distritão, que é outra proposta que gira no Congresso Nacional. Vamos ver qual das duas terá maior aceitação para fazermos tramitar. Além disto, queremos reintroduzir a cláusula de desempenho, que é fundamental para organizar o sistema partidário. Ou seja, enxugar o sistema partidário para evitar essa organização partidária em que vivemos. Ela é muito ruim para governar, mas durante a eleição, então, é um transtorno muito grande”, adiantou.


 


O líder dos tucanos na Câmara dos Deputados foi a Minas Gerais para conversar com o ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado  pela Coligação Somos Minas Gerais. “Venho como líder do PSDB e o assunto é basicamente sobre o partido, que estamos estimando um crescimento de 15 a 20% em sua bancada. O Aécio poderá nos ajudar nisto. É um líder partidário importante e não se limita a Minas Gerais. Tem muita influência e força nos estados”, disse João Almeida. O PSDB possui hoje 59 deputados federais.


 


Sobre a campanha do candidato à presidência José Serra, João Almeida disse apoiar a estratégia que prioriza Minas Gerais. “A importância do estado é incontestável. E não só eleitoral”, ressaltou. Ele acredita que a campanha começará de fato após o início do horário eleitoral no rádio e TV. “Até agora, a campanha está diferente, mais fria”, afirmou. Em sua opinião, dois fatores contribuem para isto: a falta de clareza sobre o que é ou não permitido e o alto custo da campanha eleitoral.


 


Concorda com ele o presidente do PSDB de Minas Gerais, deputado federal Narcio Rodrigues que esteve acompanhando João Almeida durante sua visita a Belo Horizonte. “A frieza do eleitor pode ser um bom sinal, de que está mais criterioso. Mas o Congresso está devendo a votação das reformas política e eleitoral”, afirmou Narcio.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!