21 de maio de 2024

Professores da rede pública municipal paralisam atividades nesta quinta (05), mas sofrem intimidações, diz APLB

Por

Os professores da rede municipal de ensino vão paralisar as atividades nesta quinta-feira (05/08). O objetivo da paralisação de 24 horas é pelo não cumprimento da Lei 11.738, no seu artigo 6º que determina que “A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão elaborar ou adequar seus Planos de Carreira e Remuneração do Magistério até 31 de dezembro de 2009, tendo em vista o cumprimento do piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica, conforme disposto no parágrafo único do art. 206 da Constituição Federal.


 


Outro ponto de reivindicação da categoria é o reajuste salarial. Segundo a APLB (Sindicado dos profissionais de educação), o salário do professor da rede municipal de ensino em Paulo Afonso é bem inferior ao de Chorrochó, que paga aos professores graduados, com 20 horas semanais de trabalho, um salário de R$ 1.239,00, enquanto que os professores graduados de Paulo Afonso com a mesma carga horária recebem R$ 858,00.


 


Segundo a delegada sindical Esmeralda Patriota, que tem classificado o Governo Anilton Bastos de “truculento”, por várias vezes vem tentando dialogar com o prefeito, mas, não obtém retorno, segundo ela, como não existem avanços, a categoria não encontrou alternativa, e a paralisação está mantida.


 


Em mensagem enviada para a redação do portal Ozildo Alves, a APLB denunciou que, a equipe da secretária de educação do município, estaria orientando diretoras a intimidar as professoras que participarem da manifestação. Veja:


 


Ozildo Boa Tarde! Diretoras orientadas pela equipe da secretária (Selma Carvalho) assediam, intimidam professoras para assinar ata nas escolas, inclusive obrigar as professoras assinarem a ata que estão paralisando amanhã (05/08). Gerando um terror e cerceando o direito de exercer a sua cidadania. Configura-se assédio moral e, portanto é crime. Quando na verdade são conscientes de que o movimento é coletivo e a decisão foi retirada e aprovada em assembleia.



Atenciosamente,


 


APLB/ Sindicato
Delegacia Hidroelétrica de Paulo Afonso

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!