13 de agosto de 2022

Dono de pousada é preso com 10 kg de “crack”

O produto tinha como destino o município de Caruaru (PE). Segundo o suspeito, a droga foi comprada por R$ 80 mil e seria revendida por R$ 100 cem mil na cidade pernambucana


 


Nesta madrugada, 13, durante operação realizada pelas equipes de serviço da 7ª Del/PRF – Polícia Rodoviária Federal Paulo Afonso, após informações do seu Núcleo de Inteligência Policial, foi apreendido 10 tabletes da droga comumente conhecida como “Crack”, com cerca de 1 kg cada um.


 


Após levantamento de dados e informações, os policiais montaram uma estratégia de abordagem ao veículo Fiat/Strada de placa JPU 3244/BA, conduzido por Lucimário da Silva, 39 anos, proprietário de uma pousada na cidade de Paulo Afonso/BA. O condutor foi interceptado ainda na saída de Paulo Afonso quando tentava ir à cidade de Caruaru/PE onde revenderia a droga. O veículo passou a ser revistado, quando foi encontrado um fundo falso na tampa traseira da caminhonete, onde estava escondida a droga.


 


O condutor declarou aos policiais que comprou a droga por R$ 80.000,00 (oitenta mil reais) e a revenderia por R$ 100.000,00 (cem mil reais) na cidade pernambucana. Além de esconder a droga em um fundo falso, como meio de ludibriar a fiscalização policial, Lucimário transportava em seu veículo a sua própria filha de apenas 7 anos de idade.


 


O traficante, sem dúvidas, é um dos mais terríveis ícones de destruição da sociedade e da família, chegando ao ponto de usar a própria filha como escudo para os seus fins de perversão, comentou um dos policiais. A criança foi entregue a sua mãe. 


 


Fonte: Comunicação 7º DelPRF – Paulo Afonso


 


Já na Delegacia de Polícia, após interrogatório, Lucimário da Silva que diz ser o proprietário da Pousada “Akalanto”, localizada na Avenida Landulfo Alves próxima ao Supermercado Suprave, passou algumas informações que podem levar a polícia, a prender outros envolvidos com a apreensão da droga.


 


Segundo informações extra-oficiais, o veículo utilizado para transportar o “crack” não é de propriedade de Lucimário. O documento do Fiat/Strada está em nome de uma mulher, que inclusive já estaria detida na Delegacia de Paulo Afonso. O caso pode ter outro desfecho.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!