18 de agosto de 2022

Resultado da enquete sobre o combate ao mosquito da dengue em Paulo Afonso

O resultado da enquete sem fins científicos realizada pelo site ozildoalves.com.br, aponta que o trabalho de combate ao mosquito da dengue em Paulo Afonso não é satisfatório. Dos 342 participantes, a maioria, 148 (43%) respondeu péssimo ou ruim, 53 (16%) disseram que é regular e 141 (41%), acharam ótimo ou bom.


 


Recentemente, alguns casos supeitos de dengue hemorrágica na cidade, deixaram a população no mínimo preocupada com a atual situação.


 


No mês passado, a coordenadora da Unidade de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde de Paulo Afonso, Edenildes Torres falou da atual situação que se encontra o município no que tange a dengue.


 


A unidade conta com 39 Agentes de Endemias, sendo que 34 atuam na área urbana e 5 na zona rural. Segundo informações da coordenadora os trabalhos estão sendo intensificados, inclusive com palestras nas escolas.

As informações colhidas dão conta da presença de pessoas nos hospitais da cidade principalmente de crianças com sintomas da dengue. “qualquer sintoma sentido por algum morador dessa cidade, procure nossos postos de saúde, pois temos equipes capacitadas para atender essas pessoas, caso seja necessário encaminhamos para um hospital onde um exame laboratorial será feito para constar se os sintomas são de dengue ou não”.

Sobre o veículo fumacê tão solicitado pela comunidade ouvimos a seguinte explicação “o veículo passa por procedimento a nível estadual. O carro só vem para o município quando o índice de infestação é acima de 1% ou em caso de notificação de dengue hemorrágica. Nosso controle está abaixo de 1%”.

Com relação aos casos notificados em Paulo Afonso recebemos a informação de que cinco pessoas estão infectadas e 42 notificadas e os exames foram para Salvador e nos próximos dias receberão resultados se estão com dengue ou não.

Em todo o estado da Bahia, já foram registradas quatro mortes provocadas por dengue desde o início do ano em Salvador, Lauro de Freitas, Itagibá e Itamaraju.


 


Em 2008, de janeiro a 18 de abril, foram contabilizados 15.968 casos de dengue no estado da Bahia. Em Salvador, foram computados 208 casos da doença.

As secretarias estadual e municipal da Saúde de Salvador continuam intensificando as medidas de prevenção e controle da dengue, com objetivo de eliminar os criadouros do mosquito e evitar novos casos da doença.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!