14 de abril de 2024

Minas Gerais vence o Miss Brasil 2010 e Rafaela fica entre as 15

Por

A mulher brasileira mais bela, segundo o concurso Miss Brasil 2010, vem de Minas Gerais. Débora Lyra, de 20 anos, foi coroada na noite deste sábado em cerimônia no Memorial da América Latina, em São Paulo. Além de representar o Brasil nos concursos Miss Mundo e Miss Universo, a vencedora leva como prêmio R$ 200 mil em contratos de trabalho, um carro 0 km, joias e produtos esportivos do patrocinador do evento.


 


A pauloafonsina Rafaela Marques (Miss Bahia), 20 anos, foi classificada entre as 15 melhores. As representantes do Amazonas, Paraná, Distrito Federal e Paraíba ficaram respectivamente com a 2ª, 3ª, 4ª e 5ª colocações.


 


Entre os jurados desta edição estavam Dr. Robert Rey, cirurgião plástico conhecido pelo reality show “Dr. Hollywood”, e o jogador de futebol Edmundo, além da venezuelana Stefania Fernandez, a Miss Universo 2009.


 


A noite começou com as candidatas dançando vestidas com uniforme esportivo, em homenagem à seleção brasileira e ao ano de Copa do Mundo. Os apresentadores foram Otávio Mesquita e Nayla Micherif (ex-miss 1997 e diretora da produtora responsável pelo concurso). A cerimônia foi transmitida ao vivo pela Band.


 


O ponto alto da noite, como sempre, foram os trajes típicos, as roupas que caraterizam cada Estado. Algumas chamavam a atenção com “fantasias” de sereia e estandarte com dizeres “Lei Maria da Penha”. A sorte do telespectador foi a explicação de cada candidata. A “sereia” contou que sua roupa representava o vasto litoral do Espírito Santo e o símbolo da cidade de Guarapari. A placa com o nome da cearense Maria da Penha, que empresta o nome para a lei contra a violência doméstica, foi explicada pela miss… Ceará.


 


Outra que impressionou foi a do traje “Jardim do Cerrado”, que disse representar “a mais bela flor que é Brasília”. A maioria dos trajes veio óbvia, como a baiana em homenagem às vendedoras de acarajé, a pernambucana com roupa de frevo, e o Amazonas e seu “eldorado”. A representante do Rio de Janeiro veio discreta com uma roupa ao estilo “explosão de felicidade”.


 


Um júri formado pelo músico Ivo Meirelles e a ex-modelo Piná escolheu como melhor roupa a de Minas Gerais, representando “as pedras preciosas e o barroco” do Estado. As próprias candidatas fizeram uma votação entre elas para escolher a Miss Simpatia. Ganhou a representante de Sergipe. O prêmio para a simpática (e sorridente?) Nayane Pacheco foi dado por uma marca de pasta dente. Mas a simpatia não a ajudou a chegar nem entre as cinco finalistas…

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!