21 de abril de 2024

Inhapi: Radialista é flagrado pela polícia com menina de 15 anos

Por

Polícias Militar, Civil e Conselho Tutelar prenderam na noite desta terça-feira (05), um radialista acusado de pedofilia, na cidade de Inhapi, Sertão do Estado. Aloísio Rodrigues foi pego em flagrante com uma menina de 15 anos, após denuncias dos vizinhos. O Conselho Tutelar já investigava Aloísio pelo mesmo crime.


 


Para os policiais, Aloísio atraia as meninas usando um programa romântico que apresenta todos os dias na rádio. Segundo o PM Pajeú, o radialista só abriu a porta da sua residência meia-hora depois da abordagem. Quando, enfim, os policiais conseguiram entrar na casa de Aloísio, encontraram-no na cama, apenas de cueca, com a jovem ao seu lado.


 


Após o flagrante, a menor foi encaminhada para maternidade, onde foi submetida a exame de conjunção carnal. Mas, segundo a avaliação médica, não foi comprovado abuso sexual. Os conselheiros que participaram da ocorrência levaram a menina para a delegacia. Lá, a menor afirmou, no depoimento, que iria praticar sexo com o consentimento dela e negou ter sido abusada sexualmente.


 


O tio e a avó da jovem compareceram a delegacia. Aloísio Rodrigues foi liberado após conclusão do inquérito policial presidido pelo delegado Walter Cunha e vai responder em liberdade. O CadaMinuto entrou em contado com o radialista diversas vezes, mas não obteve êxito. 


 


por Wadson Correia


 


Já em Porto Alegre, arcebispo diz que ‘Sociedade atual é pedófila’


 


Comentários do arcebispo de Porto Alegre sobre pedofilia provocaram polêmica, nesta terça-feira (4), na assembleia-geral da Conferência Nacional dos Bispos Do Brasil (CNBB), em Brasília. Nesta quarta (5), o porta-voz do evento afirmou que as declarações não refletem a opinião da Igreja.


 


Dom Dadeus Grings é arcebispo de Porto Alegre e durante a assembleia-geral da CNBB em Brasília foi designado para falar sobre a missão da Igreja no mundo. Na terça, na primeira entrevista coletiva, disse que as denúncias contra a Igreja são uma tentativa de desmoralização, porque a pedofilia é maior em outros setores da sociedade.


 


“A sociedade atual, ela é pedófila. Esse que é o problema. Então facilmente as pessoas caem nisso. E o fato de denunciar isso é um bom sinal”, afirmou Dom Dadeus Grings na terça.


 


O arcebipso de Porto Alegre também fez comentários sobre liberdades sexuais e homossexualidade. “Antigamente não se falava do homossexual. E era discriminado. Quando começaram, ‘olha, eles têm direitos de se manifestar publicamente, daqui a pouco eles vão achar os direitos dos pedófilos, ‘é o direito deles’. Não, isso é crime”, afirmou.


 


Dom Dadeus foi aconselhado nesta quarta a não dar entrevista. As declarações dele surgem num momento delicado para a Igreja Católica. As dezenas de denúncias de pedofilia contra membros da Igreja aqui no Brasil e em outros países, como Estados Unidos, Irlanda e Alemanha, levaram o papa Bento 16 a prometer apuração rigorosa dos casos.


 


Dom Orani Tempesta, porta-voz da assembleia da CNBB, disse que aos bispos são livres para dar opiniões, mas que as declarações de Dom Dadeus foram mal interpretadas. Ele afirmou que a Igreja condena qualquer tipo de abuso sexual.


 


“Não é doutrina da Igreja esse tipo de comportamento. Aqueles que fizeram e cometeram algum crime devem ser julgados segundo a legislação de cada país, do Brasil e tudo mais’, afirmou.


 


 


As informações são da TV Globo.


 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!