21 de abril de 2024

Entrevista – Esmeralda Patriota (APLB)

Por

Em entrevista exclusiva ao site ozildoalves.com.br a presidenta da APLB (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia/Regional Paulo Afonso), – Esmeralda Patriota -, falou sobre suas expectativas para com o desfecho do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Glória – BA e sobre as vitórias alcançadas pelo sindicado


Existe alguma definição sobre o Concurso de Glória?


Existe sim, na segunda instância já foi julgado e deu uma sentença favorável á APLB, onde define que seja devolvido todo o dinheiro das inscrições aos inscritos. Teremos uma Audiência com a Prefeita onde nós da APLB, poderemos fazer um acordo que mantenha essas inscrições e que abra novamente o edital e amplie novas inscrições para o Concurso de Glória – BA. Na verdade nós sugerimos e temos em ponto de pauta, onde deve-se ter uma reforma administrativa até para ver a maior carência de vagas para a administração pública de Glória, nós entendemos que á um quadro que atende provavelmente a educação, agora no serviço de apoio das escolas, precisamos da formação para que essas pessoas tenham hoje o curso técnico profissionalizante, para que possa ser inserido na carreira do profissional de educação.


Qual a data para a realização da Audiência com a prefeita Ena Wilma?


A data já está definida, será em 12 de Abril de 2010 ás 10:00hs, a APLB sindicato terá uma audiência com a prefeita para tratar toda pauta, inclusive esse é o principal assunto que devemos tratar, devido aos problemas com o processo simplificado que houve em Glória. O promotor entendeu que dentro da razoabilidade não iria prejudicar os alunos, parando as escolas, e com esse intuito mantém-se professores ensinando, mas rapidamente deverá ser definido nas demais secretárias o processo simplificado de Glória.


Você acha que a Prefeitura está acessível á esta questão?


Eu creio que sim, nós temos que resolver essa questão do concurso público de Glória, ela já teve uma reunião com o promotor, mas deveremos ter sim uma definição, creio que ela não recorrerá á 3ª instância.


Em relação aos processos do sindicato que a APLB vem trazendo, quais as vitórias e derrotas?


Sem dúvida que isso é uma vitória, quando a gente impede o processo irregular que estava havendo com a empresa IBRAC com certeza é uma grande vitória, porque impedimos uma falcatrua horrorosa que estava acontecendo com o concurso, onde já se tinha listas de pessoas, para serem aprovados naquele concurso e também o que vimos foi um processo licitatório que foi carta convite, onde se dirigia apenas á IBRAC, não foi um processo licitatório de acordo com a lei federal 8.666, além de outras vitórias que tivemos em Santa Brígida, de Chorrochó, Macururé que nunca pagou regência de classe ao professor desde 2001, é uma vitória grande para cidades que tem prefeitos retrógrados do ponto de vista da administração pública. Aprovar a lei de sistema de ensino, criar a lei do Conselho Municipal de Educação, foram grandes vitórias. Nossa luta, agora é implantar esses conselhos, inclusive em Macururé. Em Chorrochó já aprovamos o plano de carreira, o professor está ganhando razoavelmente bem, com 40 horas, ganhando R$ 2.083,00 sem a sua gratificação de regência e da adicional de tempo de serviço.


Voltando á Santa Brígida, já foi resolvido o problema entre a APLB e o Prefeito Pe. Teles?


Ele reverteu, reviu a postura dele de como estava sendo colocada a questão do transporte, o transporte será pago pelo município e não mais pelos professores, no nosso entendimento isso é uma grande vitória, pela capacidade mobilizadora que tivemos dentro desse problema.


No dia 25 de Março houve uma paralisação da rede estadual, com relação ao URV, como está sendo o andamento deste processo?


O que falta é o Juiz definir o processo, o governador já mandou fazer um cálculo, dessa URV, segundo informações que tivemos dentro da Secretaria Estadual de Educação, falta que o Juiz defina para que o governador possa pagar, não se pode pagar quando processo ainda não foi concluído. O governador convocou 336 professores e mais de 240 coordenadores pedagógicos, nas escolas estão faltando professores, muitos deles estão em processo de aposentadoria precisando sair e, no entanto não querem deixar os alunos sem aulas.


A Sra. Esmeralda, tem algo a  acrescentar?


Nós devemos sempre como cidadãos, qualquer trabalhador na área da educação, acompanhar qualquer gasto público, em qualquer instância. Em Macururé as contas já estão disponíveis, no nosso município é ainda mais fácil. Os pais acompanhem seus filhos ás escolas, as tarefas escolares, porque o sucesso deles também depende da participação dos pais.


Lembrar ainda que teremos a eleição para Conselheiro Tutelar, no dia 18 de Abril de 2010, de 09:00 ás 15:00hs, nos colégios Carlina Barbosa de Deus e no Bairro Tancredo Neves, no colégio Quitéria de Jesus. As pessoas devem perceber que temos que votar com responsabilidade e consciência.  

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!