14 de abril de 2024

Secretária considerada ‘arquivo-vivo’ é presa e causa pânico entre políticos do PT

Por

Muito mais que o cerco da Lava Jato ao marqueteiro João Santana, foi a prisão de uma mulher em Salvador o motivo maior de pânico entre políticos do PT baiano. Desconhecida na cúpula do partido, a secretária executiva Maria Lúcia Guimarães Tavares é considerada um dos principais arquivos-vivos sobre distribuição de dinheiro de empreiteiras para campanhas de 2008 a 2012. Relação que inclui disputas encabeçadas por petistas no estado. Ontem pela manhã, ela foi detida sem alarde pela Polícia Federal em seu apartamento, na Rua das Acácias, Pituba, e rapidamente levada para o Paraná, sede da operação, onde era aguarda com ansiedade pelos investigadores. Delegados federais e procuradores da República dizem ter provas de que cabia a ela organizar, para operadores e intermediários de propinas, todas as transações em planilha, cujas somas e destinatários estão ocultados por códigos. Ainda, espera a força-tarefa da Lava Jato. No alto escalão do Palácio de Ondina, a prisão da personagem avermelhou o sinal de alerta.

Procura-se um ex-prefeito
Em local incerto e não sabido, o ex-prefeito de Salvador João Henrique (PR) é procurado pelo Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para assinar um “AR”, sigla para “Aviso de Recebimento”. Em síntese, trata-se de uma notificação para que ele conteste – se possível – mais uma denúncia envolvendo liberalidades no manuseio de dinheiro público, caso sob apuração do TCM. É bronca, e daquelas, garante fontes da Corte. O problema é que, até agora, ninguém consegue descobrir onde o ex-prefeito está abrigado atualmente. Os Correios não o encontram nos endereços conhecidos.

Aposta nova no páreo
Empresário com bom trânsito entre comerciantes e trabalhadores do setor em Itabuna, Carlos Lee (PSB) lançou sua pré-candidatura a prefeito com estampa de azarão, mas começa a preocupar concorrentes no páreo. Em evento recente, juntou os pesos-pesados do partido – a senadora Lídice da Mata e o deputado federal Bebeto Galvão – e lotou um auditório com 400 pessoas para anunciar sua entrada na corrida . O barulho da festa socialista surpreendeu três potenciais adversários na disputa: o ex-prefeito Geraldo Simões (PT) e os deputados Davidson Magalhães (PCdoB) e Augusto Castro (PSDB).

"Não podemos ficar de braços cruzados e aceitar essa decisão que colocará pais de família sem emprego"Alex Lima, deputado estadual do PTN, ao pedir união dos parlamentares baianos e do governador para impedir cortes de investimento da Petrobras no estado

Processo de repaginação
Pré-candidato à prefeitura da capital com apoio do governador Rui Costa (PT), o deputado Pastor Sargento Isidório (Pros) quer reposicionar sua imagem para os eleitores antes que a disputa ganhe embalo. Aconselhado por especialistas em comunicação ligados ao Palácio de Ondina, Isidório tentará aparecer como um tipo de guardião dos consumidores, perfil adotado por inúmeros políticos, como o ex-prefeito João Henrique. A ideia é parecer menos folclórico e mais assertivo. O primeiro passo foi sugerir que a Bahia, assim como o Rio de Janeiro, adote a campanha De Olho no Preço, na qual o cliente leva de graça produto de supermercado com preço no caixa maior que o da prateleira.

Pílula
Evangélicos na pista: Presidente do PRB da Bahia, a deputada federal Tia Eron reuniu ontem, em Salvador, pré-candidatos a prefeito do partido para explicar mudanças na campanha com a minirreforma política.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!