25 de junho de 2024

Polícia Federal desarticula organização criminosa em Paulo Afonso e em cidades sergipanas; fotos

Por

Uma organização criminosa voltada para a exploração do tráfico de drogas com ramificações na cidade de Paulo Afonso (BA) foi desarticulada pela Polícia Federal em Sergipe. A Operação Persistência foi iniciada em março de 2013, dando cumprimento a 15 mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz Salvino Nascimento. O chefe da organização em Sergipe era Antônio Carlos Mota, o Bigode de Fogo, que está preso em Tobias Barreto.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira, 23, o delegado da Polícia Federal e responsável pela Operação Persistência, André Santos Costa, explicou que a maior parte dos presos responde ou já respondeu a processos criminais por tráfico de drogas dentro outros crimes. “Muitos envolvidos foram presos em uma operação da PF realizada ano passado, mas foram postos em liberdade, por isso que a operação foi denominada de Persistência. A investigação foi focada na parte financeira, por conta da lavagem de dinheiro feita pelos principais membros dessa organização criminosa”, ressalta o delegado André Santos.

As investigações apontaram que o tráfico de entorpecente era iniciado no Sudeste do país até a cidade de Paulo Afonso e de lá, ocorria a distribuição para o Estado de Sergipe, principalmente para Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Itabaiana, Lagarto, Propriá, Pirambu e Japaratuba. 

Sandro Barbosa (Chico Bila) e Luciana Barbosa foram presos em Paulo Afonso

“Foram realizados alguns flagrantes para configurar o tráfico de drogas. Todo o dinheiro arrecadado com o tráfico de drogas [R$ 32 mil] é uma quantia pequena para o que movimentavam. Nos interrogatórios, eles disseram que o dinheiro era pouco para eles”, destaca o delegado acrescentando que a quantidade de drogas [maconha, crack e cocaína] em poder dos traficantes era pequena.

Delegado (PF) André Santos e alguns dos carros apreendidos na operação 

“O principal mesmo nessa operação é a investigação financeira. São pessoas que foram presas e dos presídios continuavam traficando drogas. Além de prender essas pessoas, a Polícia Federal tomou os bens. Dos 16, seis já se encontravam presos. A investigação revelou que não era o negócio principal deles, mas eles também comercializavam armas”, afirma acrescentando que os homens foram encaminhados para o COPE e as mulheres para a Delegacia da Barra dos Coqueiros e ainda que foram seqüestrados 12 imóveis que serviam para lavagem de dinheiro.

Resultado

A Operação Persistência culminou em 15 mandados de prisão, 16 mandados de busca, apreensão de uma pistola 380 e um revólver 38, novos carros, além de dez veículos seqüestrados. Dinheiro em espécie, R$ 32 mil, 70 kg de drogas, três motonetas, uma balança de precisão, além do seqüestro judicial de contas bancárias e 12 imóveis em Alagoas, Bahia e Sergipe.

Foram presos em Paulo Afonso, Sandro Alves Barbosa (Chico Bila), Lucivânia Barbosa Vieira (Lu), Jailson Inácio Pereira (Perna) e Cleberson Gleicson dos Santos, responsáveis pela remessa de grandes quantidades de entorpecentes, em especial o crack para a distribuição em cidades sergipanas.

A quadrilha tinha ramificações desde o Sudeste do país até em Paulo Afonso (BA), Aracaju (SE), Nossa Senhora do Socorro (SE) e Itabaiana (SE), Lagarto (SE) e Propriá (SE)

E presos em Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e Itabaiana, Adriano Pereira Cosmo (Baixinho), Antonio Carlos da Mota (Bigode de Ouro), Cristiano dos Santos (Deputado), José Lucas Oliveira Rodrigues, Franciele Santos de Souza (Fran), Claudemir da Silva Amaral, Júlio César dos Santos Leandro, Pedro Vigner dos Santos, Tiago dos Santos Oliveira e José Alisson dos Santos, responsáveis pelo recebimento e distribuição de entorpecentes em todo o Estado de Sergipe e pela movimentação financeira da organização criminosa.

Bigode de Ouro comandava a quadrilha de dentro do Presídio de Tobias Barreto – SE

Eles foram indiciados pelos crimes de tráfico interestadual de drogas, associação para o tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!