10 de agosto de 2022

Funcionários da VITRAN e ARATU resolvem parar por falta de pagamento

Aconteceu o previsto. Na última terça-feira, 21, o site www.ozildoalves.com.br – Paulo Afonso Agora – antecipou que se não fossem tomadas algumas providências ,a qualquer momento, tanto a VITRAN quanto a ARATU não teriam mais fôlego e que poderiam num curto espaço de tempo quebrar pelo acúmulo de prejuízos. Hoje, houve o começo desta previsão.


 


É que motoristas e cobradores das empresas de transporte coletivo de Paulo Afonso cruzaram os braços na manhã dessa sexta-feira, 23, em protesto ao atraso no pagamento dos salários, décimo terceiro e até férias de alguns trabalhadores que deixaram de ser pagos desde outubro do ano passado.


 


A paralisação total do sistema de transporte público na cidade que afetou pelo menos 3 mil pessoas nesse primeiro dia, foi aprovado ontem à noite pelos quase 160 funcionários da Vitória Transportes LTDA.


 


Também hoje pela manhã, os motoristas e cobradores da ARATU em solidariedade aos colegas, aderiram ao movimento. Dirigentes dos Transportes Coletivos, trabalhadores e o Poder Público, devem se reunir a qualquer momento para tentarem chagar a uma solução ou pelo menos tentar amenizar a gravidade do problema.


 


Os funcionários da VITRAN que resolveram se unir no pátio da garagem da empresa alegam que não agüentam mais esperar por uma solução que nunca chega. Eles disseram que só voltam ao trabalho se receberem tudo “ou tudo ou nada” eram as palavras de ordem dos trabalhadores. Uma faixa com a frase “Chega de Mentiras, Queremos o que é Nosso!” foi afixada no local da manifestação.


 


Segundo informações de Vicente – Gerente da ARATU –  o débito da Prefeitura Municipal de Paulo Afonso com a empresa, deixado pela gestão anterior, é de 118.036,50 (Cento e dezoito mil, trinta e seis reais e cinqüenta centavos). Parte deste valor tem que ser repassada para a empresa VITRAN.


 


O Gerente da Vitória Transporte Senhor Telmo justificou os atrasos dos pagamentos aos seus funcionários:


 


“É o problema de pagamento da gestão passada e da ARATU que diz que tem que receber da Prefeitura para pagar a VITRAN e por este motivo nós não temos condições de pagar, não temos reservas. E a gratuidade que está grande na cidade, os pontos de vendas de passes continuam, tirando o ganho da empresa.”


 


Telmo explicou como funciona o repasse do dinheiro de uma empresa para outra:


 


“É porque as passagens, um mês quem vende é a VITRAN para a Prefeitura e no outro mês é a ARATU, então justamente na saída do Governo passado, a ARATU vende a parte dela e disse que não recebeu da administração passada para repassar para a VITRAN.”


 


O Gerente da ARATU, Senhor Vicente que também resolveu recolher os carros da empresa, falou sobre os débitos da gestão passada:


 


“Dei a ordem para que todos os carros da ARATU fossem recolhidos para a garagem. A administração não efetuou o pagamento e todos os dias estou na prefeitura atrás desse débito de mais de 118 mil.


 


Vicente também propôs que seja realizada com urgência, uma reunião entre a VITRAN, ARATU e a Prefeitura, para que enfim, seja solucionado o problema.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Comentários 0

  1. Eli says:

    Eu, particularmente, acho que as pessoas não deveriam ficar procurando culpados para essa situação. A VITRAN, acredito eu, não estar falida coisissíma alguma, isso é apenas uma jogada de marketing contra nós usuários! Não vamos ficar perdendo o nosso precioso tempo dizendo que a culpa é desse ou daquele, devemos sim é lutar pelos nossos direitos de cidadãos que pagamos nossos impostos, e que, necessitamos de mais respeito, ou seja, pagamos uma passagem que custa R$ 1,50, que na minha opinião, é um preço abusivo, bastante caro, para trafegarmos em transportes que não nos dão um mínimo de segurança. Eu mesma já fiquei no meio do caminho por duas vezes na mesma semana, cujo motivo foi: um porque o ônibus estava sem freios, e, dois, porque o ônibus quebrou, vale resaltar que foi da empresa VITRAN. Em resumo, gente, vamos brigar e lutar pelos nossos direitos, e não ficarmos preocupados procurando saber quem foi que deixou de pagar quem.
    E outra, eu acho que pouca gente sabe, mas esses “passes livres” que o Sr. Telmo se referiu, não são gratuitos não, não é nenhuma cortesia que ele oferece e nem tão pouco sai algum dinheiro do bolso dele não, ao contrário, entra dinheiro no bolso dele!. Agora saibam que é a prefeitura é quem paga esses “passes livres”, tanto dos idosos, doares de sangue quanto dos funcionários públicos, tais como PMs, etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!