13 de agosto de 2022

DEM Paulo Afonso – Tentativa de Golpe Político

Há muito não se via tantas ações maquiavélicas para distorcer as verdades e a todo custo impedir o exercício da democracia.


 


Durante toda a campanha eleitoral, foram diversos atentados à cidadania, verdadeiros abusos e exemplos de incoerência política.


 


Boatos, atos de ditadura e terrorismos, manipulações e jogatinas, tudo o que poderia ser usado contra os adversários foi feito. Claro que sem sucesso, a maioria da população deu a resposta nas urnas no dia 5 de outubro elegendo Anilton e Jugurta, prefeito e vice da cidade de Paulo Afonso. Estava iniciada uma nova história onde a população investiu a sua esperança para ter de volta a cidade bem


cuidada e o tempo perdido.


 


A vitória já era prevista, as pesquisas mostravam uma frente de aproximadamente seis mil votos, mesmo assim, o então candidato Anilton Bastos mostrava-se incansável na busca por esta confirmação. Dia e noite trabalhava buscando o apoio do eleitorado que atendeu o chamado da honestidade, dando uma linda vitória com 3.247 votos de frente.


 


Inconformado e derrotado nas urnas, o atual prefeito abandonou a cidade e compulsivamente se atirou em sua última missão, tirar a todo custo o mandato do governante eleito pelo povo. Tentou impedir a diplomação através de ação judicial que não foi aceito, montou uma acusação de compra de voto que está sendo julgada e


mostrará a verdade dos fatos, e tenta agora desacreditar o pleito eleitoral com mais uma ação articulada.


 


Perguntamos: Como uma pessoa que teve 3.247 votos a menos numa eleição, ainda acha que o resultado foi uma farsa? O que leva uma pessoa a pensar que os 26.508 eleitores que acreditaram em Anilton não existem de fato?


 


Inconformismo, falta de espírito democrático, obsessão pelo poder, medo. Sabem o mais impressionante? Muitas pessoas boas ainda caíram nessa conversa. Será que não está mais que na hora de acabar com tantas mentiras, pensar mais na cidade, nas pessoas que estão abandonadas? Anilton agora é o prefeito de Paulo Afonso, prefeito do povo paulafonsino, vitoriosos e derrotados sem distinção. Isso é fato, e a verdade é que a nossa cidade vai viver dias melhores a partir de primeiro de janeiro de 2009. Viva o governo de todos os cidadãos.


 


Informativo “A Verdade” (DEM – Paulo Afonso)


 


 


Carta Aberta a População de Paulo Afonso



 


O prefeito Raimundo Caíres ainda não aprendeu o que é democracia e parece que quer, de todas as maneiras, se eternizar no poder. Inconformado com a derrota imposta pela população de Paulo Afonso nas últimas eleições, ele continua insistindo em não aceitá-la e, o que é pior, está usando de todas as artimanhas possíveis para impedir que a equipe de transição do prefeito eleito, Anilton Bastos, entre na prefeitura para conhecer a real situação do município.


 


Ao contrário de quatro anos atrás, quando o então prefeito Wilson Pereira abriu todas as portas de sua administração para dar as informações necessárias à equipe que estava entrando, o atual prefeito simplesmente ordenou aos seus subordinados a passar somente algumas informações superficiais sobre a atual administração, caracterizando um total desrespeito às regras democráticas e, principalmente, a população de Paulo Afonso.


 


Diante do exposto, o prefeito Anilton Bastos está muito preocupado com o que está acontecendo e quer alertar toda a população de Paulo Afonso para este ato irresponsável do atual gestor, que, com  isso, está colocando em risco a continuidade de alguns serviços essenciais à população, como a coleta de lixo, o atendimento médico hospitalar e muitos outros.


 


Para finalizar, gostaríamos de contar com a compreensão de todos os pauloafonsino se dizer que todas as medidas legais estão sendo tomadas para que o nosso município e os seus habitantes não sofram nenhuma conseqüência decorrente desse ato irresponsável do atual prefeito e de seus auxiliares.


 


Informativo “A Verdade” (DEM – Paulo Afonso)


 


 


A Transição


 


Diante desse quadro, é fácil imaginar porque o atual prefeito não optou por fazer a “Transição de Governo”.


 


O pedido para abertura dos trabalhos de Transição foi feito no dia 4 de novembro de 2008, sendo informado pelo atual governo que seria permitido após o dia 2 de dezembro de 2008. O que ocorreu foi mais um ato de intransigência, falta de respeito à equipe, com falta de informações, impedimentos e descaso.


 


Foram várias tentativas fracassadas. A equipe de Transição do Governo Anilton Bastos tentou até através da justiça o cumprimento desse ato de cidadania e democracia, que enviou uma recomendação oficial. O que foi oferecido foi uma verdadeira “encenação”, com informações superficiais e apresentações maquiadas na tentativa de desviar o foco de atenção da equipe de técnicos escolhida para esta missão.


 


A Transição é um ato importante para toda a cidade, pois garante a continuidade dos serviços essenciais, sem interrupção dos serviços de saúde, educação, coleta de lixo, rotinas financeiras, entre outras. Não sendo permitido tal ato, mais uma vez o atual governo municipal prejudica a população não se importando com o bem estar do município.


 


Informativo “A Verdade” (DEM – Paulo Afonso)





 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!