24 de julho de 2024

Pastor é preso suspeito de assediar sexualmente sete fiéis em igreja de cidade do sudoeste da Bahia

Por

Redação, com g1

 

Divulgação/ Ascom PC

 

Um pastor foi preso, nesta quarta-feira (3), suspeito de assediar sexualmente sete fiéis da igreja que ele ministrava, na cidade de Jequié, no sudoeste do estado da Bahia.

De acordo com informações da Polícia Civil da cidade, o homem se aproveitava da função de pastor, autoridade máxima da igreja, e usava a confiança que as vítimas depositavam nele para enviar mensagens de conteúdo sexual, realizar carícias excessivas e elogios impróprios, além de relatar sonhos eróticos para as vítimas e cometer atos inconvenientes em público.

Segundo a Polícia Civil, as investigações começaram em dezembro de 2023, quando cinco vítimas denunciaram o religioso. Ao longo da apuração, outras duas fiéis acusaram o homem.

Ainda conforme a PC, durante os cultos, o pastor realizava pregações que silenciavam as vítimas e faziam elas sentirem medo de denunciar o assédio sexual. Disse ainda que ele reforçava o machismo estrutural dentro da igreja.

Ainda conforme a PC, as investigações indicaram o assédio sexual causou efeitos devastadores nas vítimas, tanto no quesito emocional, como espiritual, além da vida social.

O suspeito foi encaminhado para a delegacia de Jequié, onde segue à disposição da Justiça.

Pastor preso por estupro de vulnerável
Em dezembro de 2023, outro pastor foi preso, mas desta vez, suspeito de estuprar uma criança de 10 anos, em Santa Maria da Vitória, no oeste da Bahia. Ele atraiu vítima ao oferecer celular como presente de aniversário, segundo informações da Polícia Civil.

O delegado responsável pelo caso, Leyvison Rodrigues, da 26ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), detalhou como o religioso agia.

“Esse indivíduo, ele se diz pastor de uma igreja evangélica, e aparentemente ele usava do seu ofício para a prática dos abusos”, disse.

A mãe da criança relatou que a menina fez aniversário no mês de novembro e ao chegar em um evento da igreja, comentou com o pastor sobre a data.

Quando acabou a celebração, a mãe da menina viu o pastor com a criança na garupa de uma moto. Ele teria levado a vítima para a residência dele e a presenteado com um celular. Em seguida, teria estuprado a criança.

A menina então contou para a mãe o que teria acontecido. O pastor ainda é suspeito de cometer outros abusos sexuais contra a criança.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!