21 de julho de 2024

Autismo é tema de audiência pública na Câmara Municipal promovida pelo vereador Jean Roubert 

Por

Assessoria/Jean Roubert

O vereador Jean Roubert foi autor da primeira audiência pública realizada na Câmara Municipal de Paulo Afonso-BA, na terça-feira, 02 de Abril, o mesmo discutiu sobre a garantia de direitos da pessoa com Autismo.

A audiência foi organizada pelo Grupo de mães Atípicas, com o apoio do vereador, e contou com a presença de diversos participantes, como o presidente da Subseção Paulo Afonso, representantes de órgãos judiciais, a diocese de Paulo Afonso, a representante do núcleo desenvolver, o secretário da cidade e convidados, os demais vereadores e o governo do estado, representado por Jailson Cadeirante da Agenda Bahia do Trabalho Decente.

Durante seu discurso, o vereador destacou sua relação pessoal com o tema, ao Dia Mundial de Conscientização Sobre o Autismo, como mencionando “sou tio de um autista, João Gabriel, meu sobrinho, e Fabianne, minha irmã enfrenta essa causa há 6 anos”. Ele ressaltou que essa experiência o motivou a abraçar a causa das Pessoas com Deficiência (PCD) e as diversidades de deficiências.

A representante do núcleo desenvolver, apresentou dados alarmantes sobre o aumento no número de crianças diagnosticadas com autismo na rede pública de Paulo Afonso. Segundo a pesquisa mostrada na cidade, em 2017 já havia mais de 300 crianças laudadas, mas atualmente esse número ultrapassa as 1500 crianças. Além disso, há 456 alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) matriculados na rede de ensino, além de outras patologias.

Diante desse cenário preocupante, a Dra. Tarciana trás a tona a reivindicação das mães atípicas sobre ser inserido a criação do CER VI “Centro Especialização de Reabilitação” na cidade, uma luta que conta com o apoio do vereador Jean Roubert. Ele ressaltou a importância de estender essa luta para o governo Estadual e Federal, destacando a necessidade de apoio político, como dito pelo mesmo “juntos somos mais fortes”, para que o município possa tomar as providências necessárias para melhorar o atendimento às pessoas com autismo. As mães atípicas e as demais mães de filhos autistas clamam por uma assistência que siga os princípios do SUS, como a universalidade, equidade, igualdade e integralidade da assistência, com profissionais preparados e capacitados na área.

 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!