24 de julho de 2024

ARTIGO – Ganha quem é bom de voto (Francisco Nery Júnior)

Por

Redação, sitepa4

Ganha quem é bom de voto – Um pouco de política

Por Francisco Nery Júnior

Com as eleições municipais à porta, a temperatura esquenta – o que é natural. Afinal, somos todos políticos. Não somente por morarmos na cidade, mas também por sermos animais racionais quando assim desejamos; quando nos decidimos ser animais dotados de raciocínio.

E a política nos empolga. Interagimos todos nos limites da nossa cidade e, invariavelmente, isto é, quase invariavelmente, nos empolgamos. Que mais poderíamos fazer já que temos que nos organizar em sociedade para evitar o caos e a balbúrdia; a baderna total onde só os mais fortes sobreviveriam? Como não vivemos na selva, assim nos organizamos.

Vêm as eleições municipais e os candidatos se nos apresentam. Colocam-se à nossa disposição para nos governar. Procuram o cargo para interagir e gerir o orçamento municipal alimentado pelo dinheiro saído dos nossos bolsos. Nada contra. Não há como ser diferente. Sem o danado do dinheiro, não se faz nada, já alertava a minha velha e sábia mãe.

Então os candidatos jogam o corpo e a alma na disputa eleitoral. Eles buscam o nosso voto. Vão ao limite para nos convencer, cada um deles, que são os melhores. Podem até exagerar. Às vezes mentem uma mentirinha que podemos até perdoar. Deixamos pra lá porque queremos conhecê-los para votar com segurança. Pensem o que pensem, estamos seguros do que fazemos mesmo porque o cancioneiro reza que todo mal do sabido é pensar que não é enganado. Paramos, sondamos, matutamos e procuramos peneirar à procura dos melhores. E olhe o leitor que às vezes acertamos. Aqui e acolá elegemos alguém que faz diferença para melhor.

O site publicou uma pesquisa que mostra o candidato a prefeito de Paulo Afonso Mario Galinho com ampla vantagem em relação aos outros candidatos. Evidente que muita água ainda passará por baixo da ponte antes do dia da votação. Acertos, conluios e coligações podem acontecer. Mantida a proporção, porém, teremos, a partir do próximo ano, um prefeito, poderíamos dizer, de fora do establishment e da nova, isto é, pertencente à nova geração da cidade. Ele poderá valorizar a experiência dos pioneiros casando-a com o ímpeto e a verve da juventude. A ele caberá decidir.

No momento, a vantagem é confortável. O candidato teve a maioria dos votos da área urbana na última eleição. Realiza movimentos que desconfiamos resultado de visão de futuro. Assim sendo, fica, para os analistas inveterados, a intriga da razão de o candidato estar a caminho de desbancar a velha guarda. Pode ser carisma nata do candidato, competência comprovada no exercício da vereança, charme pessoal, boa folha de serviços prestados à comunidade ou simplesmente a comunidade pauloafonsina sinaliza desejo de mudança.

Para a professora Maria da Conceição Tavares, recentemente falecida, ganhar é simplesmente uma questão de ser bom de voto. Para ela, ganha quem é bom de voto.

Se Mário Galinho realmente for bom de voto e vencer o próximo pleito eleitoral, e se se assentar na cadeira de prefeito de Paulo Afonso, esperamos que, desta vez, não bote tudo a perder e deixe o povo a ver navios.

P.S. A pesquisa PA4/IPM Brasil foi realizada entre os dias 08 e 12 de junho, com um total de 450 entrevistados. O estudo tem uma margem de erro de 4,61 pontos percentuais, para mais ou para menos, e 95,5% de intervalo de confiança. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob n° BA-07664/2024

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!