7 de julho de 2022

Anilton Bastos se livra da denúncia de compra de votos

O advogado Rodrigo Coppieters disse hoje na Rádio Bahia Nordeste, que a sentença expedida pelo juiz eleitoral da Comarca de Paulo Afonso Dr. Marley Cunha Medeiros inocentou o prefeito de Paulo Afonso Dr. Anilton Bastos, o vice-prefeito Jugurta Nepomuceno Agra, e os empresários Francisco Rodrigues Neto e Marco Aurélio Almeida Ferreira. A denúncia partiu da coligação: PSB, PV, PRB, PDT, PTB, PMDB, PPS, PSDB e PC do B, que tinha como candidato a prefeito Raimundo Caires que ficou em 2º lugar nas eleições. Pela denúncia, os réus haviam comprado votos no último pleito de 2008. Veja o que falou o advogado Rodrigo Coppieters:


 


Juiz Eleitoral inocenta Anilton


 


Trata-se de uma sentença inativa em primeiro grau do Juiz da 84ª zona eleitoral de Paulo Afonso, Dr. Marley Cunha Medeiros, onde o mesmo em seu arrazoado, ele trás que não há provas suficientes, ou seja, provas robustas ou conclusas como a lei determina para se comprovar a efetiva participação dos investigados, no caso o Sr. Jugurta Nepomuceno, Dr. Anilton, Francisco Rodrigues Neto, e Marco Aurélio Almeida Ferreira. Não se teve provas suficientemente concretas da participação de forma efetiva das pessoas que agora a pouco citei na compra de votos, onde foi solicitada essa investigação por parte da coligação do gestor anterior, o Sr. Raimundo Caíres e sua coligação. Então nesse arrazoado o Juiz sentenciou pela improcedência do pedido, ou seja, ele entendeu que não haveria provas suficientes para assim lhe sentenciar a uma condenação.


 


Anilton corria o risco de ser cassado


 


Esse procedimento é investigativo, e busca a existência, havendo a existência ele seria um processo preliminar a impugnação do mandato eletivo e isso poderia fazer com que viessem outras consequências e até mesmo a perda do mandato de prefeito.


 


Sobre a existência de outros processos


 


Na verdade o que existe são ações de investigações, é uma ação precedente a uma ação que pode resultar na perda de mandato, são ações que buscam informações e se realmente existirem essas informações para daí enfim em ação própria para se pugnar pela perda ou não do mandato do candidato que porventura tivesse comprado votos ou de alguma forma por meio de abuso de poder econômico, ou ainda poder político pudesse de qualquer sorte influenciar o pleito. Como foi bem relatado aqui o Juiz ele informou não existem indícios suficientes nessa natureza que pudesse influenciar o pleito eleitoral, então fora esse processo, foi dado entrada por parte da coligação adversa, outros processos que ainda estão sob análise do Juiz e ainda não temos o parecer final, estou falando de uma ação de investigação eleitoral que foi sentenciada inativamente. Nesse procedimento ainda cabe algum tipo de recurso, mas felizmente no entendimento do Juiz, não houve condição de acordo com as provas apresentadas pela coligação adversa, não houve a mínima condição de trazer qualquer desequilíbrio ao pleito eleitoral do ano de 2008, o pleito foi liso, terminativo, e a vontade do povo foi feita.


 

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!