7 de julho de 2022

Seminário sobre violência contra crianças e adolescentes reúne centenas de pessoas

Centenas de pessoas estiveram reunidas no auditório do Memorial CHESF, na tarde desta segunda-feira, dia 18, para participar do Seminário Contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que teve como tema a frase “Não se Cale!”. Seu objetivo foi mostrar à comunidade a importância sobre o assunto, bem como a valorização da denúncia como peça-chave na diminuição dos índices.


O evento marcou a data de 18 de maio, quando é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e foi promovido pela Prefeitura Municipal de Paulo Afonso, através da Comissão Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil – que envolve a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e o Centro de Referência da Assistência Social (CREAS).


O auditório repleto, apesar da forte chuva que caía na cidade, foi o reflexo da preocupação da comunidade com relação ao tema. A acolhida do público foi realizada pela jovem cantora Lorena Lima, que encantou os presentes com canções de sua própria autoria.


Em seguida um grupo de meninos do PETI realizou apresentação de hip-hop e a professora Gicelma, da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), emocionou todos ao interpretar “Aos Olhos do Pai”. “Fico comovida ao ver o auditório com essa quantidade de pessoas. Temos que despertar a nossa capacidade de indignação e dizer que não concordamos com a violência contra a criança. Temos que denunciar”, frisou Gicelma, que finalizou convidando a plateia para apitar como uma forma de chamar a atenção para o que as crianças estão passando, fazendo uma analogia a um sinal de alerta. “Temos que incomodar muito com esse apito”, disse a professora.  


Com a presença do prefeito Anilton Bastos, foi realizada a composição da mesa, que contou com a presença da secretária de Desenvolvimento Social, Ana Clara Moreira; do vice-prefeito Jugurta Nepomuceno; do Padre Celso, que representou o bispo Dom Guido Zendron; da delegada Mirella Matos, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM); da presidente do Conselho Municipal de Crianças e Adolescentes, Magda Moreira; da psicóloga Marileide Brasil, representando o administrador Regional da Chesf, Gilberto Pedrosa; do coordenador do Conselho Tutelar Bruno Diniz; da coordenadora do CREAS, Roseane Nunes Lima e de Edna Nunes, coordenadora interina da Comissão Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil.


O evento teve ainda a participação da secretária Municipal de Educação, Selma Carvalho; do secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente Zorobabel; do secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Jânio Soares; do chefe de Gabinete Júnior Benzota, além de assessores, diretores e funcionários municipais.


Ao abrir os discursos o prefeito Anilton Bastos ressaltou que a data deve ser vista como um momento de reflexão. “Espero que possamos sair daqui com a consciência de que todos nós, enquanto poder público e sociedade, somos responsáveis em fazer um resgate para que a criança tenha assegurado o seu direito de ser criança”, frisou. A secretária Ana Clara Moreira iniciou sua fala apresentando estatísticas de violência contra a criança e o adolescente, enfatizando que é necessária a formação de ações concretas contra esse tipo de violência. “Temos como grande objetivo fazer com que as pessoas revelem e denunciem esse abuso”, destacou Ana Clara.


Ela explicou ainda que a Prefeitura de Paulo Afonso tem realizado políticas públicas no que se refere ao tema, como a Casa Meninos da Terra, reformulação e novas instalações da Casa de Passagem Menina Flor, Escolinha Zico 10, Projeto Arte em Cena e apoio ao Conselho Tutelar e ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). “Os projetos têm assegurado melhorias na qualidade de vida dessas crianças e podem ter certeza que outras políticas públicas serão concretizadas nessa gestão do prefeito Anilton Bastos”.


Em seu discurso, a representante da Chesf, psicóloga Marileide Brasil, frisou que a construção de uma sociedade digna é fundamental a todo ser humano. “Não há como fugir dessa responsabilidade; não existe ser humano sem responsabilidade comprometedora”, ressaltou. A psicóloga falou sobre o projeto social que está sendo desenvolvido pela empresa e destacou o compromisso da CHESF em trabalhar contra o abuso e a exploração sexual das crianças e adolescentes. “Estamos aqui para somar. É necessário romper o silêncio que condena as vítimas. Asseguro nesse dia o compromisso de unir forças para esse combate. A CHESF é uma empresa que oferece energia também para iluminar a vida; a energia que pulsa no ser humano deve ser zelada”, falou Marileide.


O Padre Celso ressaltou que contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes a indignação só não basta. “É preciso outro passo; é preciso que a gente denuncie e estabeleça pactos, colaborar e enfrentar juntos com um compromisso concreto para podermos superar essas questões”.


Após os discursos, a coordenadora interina da Comissão Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil, Edna Lima, explicou sobre a missão da comissão; a coordenadora do CREAS, Roseane Nunes, explicou o trabalho desenvolvido do centro e o coordenador do Programa Educar, Flávio, também falou sobre o objetivo do Programa.


Em seguida, a delegada Mirella Matos, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) falou sobre o “Cenário Atual da Delegacia da Mulher quanto ao Abuso e à Exploração Sexual”. A delegada disse estar feliz em poder participar de um evento com grande presença de público. “Estamos vendo que a sociedade pauloafonsina está disposta a assumir a sua parcela de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes”, frisou Mirella.


Ela mostrou estatísticas dos casos no município de Paulo Afonso, enfatizando a importância da denúncia, que é primordial para que o agressor seja punido. “A polícia e a justiça precisam de provas para punir o agressor; por isso que é preciso denunciar. Temos que ter a consciência de cidadão, de fiscal, onde quer que estejamos. Se continuarmos com medo de agir, nossas crianças continuarão sofrendo”.


Após a palestra da delegada, os policiais Eli da Silva Pavie e Nivaldo Santos Soares Júnior, responsáveis pela estatística da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (DERCCA), explanaram sobre “A missão do DERCCA”.


Os policiais ressaltaram o trabalho da DERCCA, enfatizando que apesar da equipe, o contingente ainda é pouco para trabalhar contra a violência às crianças e aos adolescentes e que a parceria com a comunidade é fundamental. “Trabalhar com esse tipo de crime é complicado. Depende de denúncia e vocês aqui serão os multiplicadores para conscientizar as pessoas de que denunciem”, frisou Nivaldo, ressaltando que deveria haver uma DERCCA em cada um dos municípios da Bahia.


Eli Pavie falou que o principal entrave para as denúncias é o fato das famílias não aceitarem que o pai ou o companheiro seja o agressor. “Esse é o principal problema que enfrentamos porque a família não acredita que isso possa acontecer”, frisou. Ele falou ainda dos sinais que podem revelar se uma criança está sendo abusada ou violentada. Ao final da apresentação eles agradeceram o convite e disseram que a DERCCA está pronta para atender a Paulo Afonso.


O encerramento do evento foi marcado pela premiação do Concurso de Paródias sobre o tema, lançado nas escolas da Rede Pública. A premiação foi a seguinte: 1º lugar para as alunas Tamires e Gleuse Daiana, do Colégio CIEPA, com a paródia “Uma Vida”; 2º lugar para as alunas Elen Talita, Gabriela e Karen, da Escola João Bosco, com a paródia “Disque Cem” e 3º lugar para as alunas Beatriz, Rayale e Roberta, também da Escola João Bosco, com a paródia “Exploração de Menores”. Os prêmios foram doados por empresários locais.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!