6 de julho de 2022

Produtores de Paulo Afonso e Glória querem intensificar parcerias na piscicultura

Produtores rurais da localidade de Xingozinho, nas margens do Rio São Francisco, no município de Paulo Afonso, a 480 quilômetros de Salvador, querem intensificar os programas de parcerias na piscicultura com o Governo do Estado. As parcerias envolvem assistência técnica, povoamentos de aguadas comunitárias, conclusão das obras da Estação de Piscicultura de Caiçara e fornecimento de rações para ampliação do cultivo de pescados em tanques-redes.


As propostas foram discutidas com a Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), com o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, que já visitou os municípios de Paulo Afonso e Glória, e se reuniu com produtores e lideranças políticas da região. Na localidade de Xingozinho, são aproximadamente 1,5 mil famílias que têm na piscicultura a sua principal atividade. Em Glória, onde foi feito um peixamento de aguada, são 11 localidades que têm aguadas comunitárias e que deverão receber alevinos criados nas estações da Bahia Pesca.


Na reunião que manteve com representantes da Cooperativa de Produtores e Aquicultores de Malhada de Paulo Afonso (Comapa) foi definido que a Bahia Pesca vai viabilizar um acordo com a Companhia Hidrelétrica do São Francisco, para viabilizar a Estação de Piscicultura de Caiçara, onde serão investidos R$ 610 mil.
Além da Chesf, a Bahia Pesca vai intermediar parcerias entre os produtores e a iniciativa privada, na comercialização e beneficiamento do pescado produzido na região.


As obras da Estação de Piscicultura de Caiçara foram iniciadas em 1996, mas encontram-se paradas. A estação localizada em uma área de 10 hectares, onde existem 27 tanques escavados para a criação e engorda de alevinos. Em funcionamento, poderá produzir 12 milhões de alevinos por ano num espaço de quatro hectares, onde já estão escavados os 27 tanques, suprindo a maior parte das necessidades do programa de povoamento de aguadas públicas que vem sendo feito pela Bahia Pesca em todo o interior do estado.
A viabilização do acordo de cooperação técnica com a Chesf vai possibilitar que em outra área, também de quatro hectares, sejam implantados mais 12 tanques para criação e engorda de alevinos, dobrando a produção anual para 24 toneladas.


“Somente isso já atende, de forma direta, a todo o programa de peixamento nas aguadas dos municípios da região de Paulo Afonso”, disse Albagli.


Em Xingozinho, o presidente da Bahia Pesca, reuniu-se com dirigentes e associados da Comapa, discutindo formas de assistência técnica da Bahia Pesca na região e conclusão das obras da Unidade de Beneficiamento de Pescado. O presidente da cooperativa, João Alberto Bezerra dos Santos, afirmou que somente no canyon do Rio São Francisco, onde a Comapa atua, podem ser colocados de dois a três mil tanques-redes para o cultivo de pescado em cativeiro, mas que para isso é preciso apoio no fornecimento de rações e assistência técnica.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!