5 de julho de 2022

BA/210-Descaso: abandono e chuva levam a outra metade da estrada

Há pelo menos 04 anos, uma grande cheia do Rio do Sal levou mais de 60 metros da estrada BA-210, que já encontrava-se em situação precária, deixando isolados de Paulo Afonso os povoados de Rio do Sal, Malhada Grande e Lagoa da Pedra e Xingozinho e impedindo o acesso também à capital sergipana por essa via.

 

Naquela oportunidade o Governo Municipal administrado pelo então Prefeito Raimundo Caíres, mobilizou vários homens para que o problema fosse parcialmente sanado.

 

Chamado para resolver de forma efetiva o problema da BA, o Governo do Estado da Bahia não realizou um trabalho e na primeira chuva foi-se embora grande parte da obra que está até hoje totalmente abandonada.

 

Ontem, depois de mais de 05 horas ininterruptas de chuva, o filme se repetiu, esse trecho da BA – 210 não suportou o grande volume de água e dessa vez, a outra metade da estrada também foi a baixo, deixando novamente, por algumas horas ilhados os moradores desses povoados.

 

Boa parte da população também ficou sem água devido ao rompimento dos tubos da adutora local. No início da tarde a Embasa instalou uma mangueira auxiliar e o problema foi parcialmente resolvido.

 

Pelas imagens das fotos nota-se que a situação é muito perigosa. Por isso, devido a omissão e o descaso por parte do Governo Estadual, mais uma vez o município teve que agir rapidamente. Desde às 07 da manhã, 17 homens da Secretaria de Infra-estrutura, 04 Agentes de Trânsito, 04 caçambas, 02 enchedeiras, 01 patrol e 01 trator, não pararam de trabalhar, segundo informou Diomário Pereira de Souza – Chefe de Divisão de Manutenção de Vias Públicas do município.

 

Graças a esse trabalho metade da pista já está liberada para o tráfego. Diomário disse que a obra continua até amanhã. Até o momento 100 caçambas de material retirado das proximidades do local foram necessárias para execução do serviço.

 

Além de prejudicar o fluxo normal de veículos para Sergipe, o problema da estrada vem prejudicando muito os moradores destes povoados, especialmente os de Malhada Grande onde existe um pólo de artesanato que exporta seus produtos – redes, toalhas, mantas, jogos de banheiro e um sem número de peças feitas de linhas em seus teares manuais – para a Europa e vende diretamente para os turistas que chegam a Paulo Afonso, que fica a poucos quilômetros.

Os ônibus da empresa Bonfim e os de turismo que faziam esse trajeto de Aracaju para Paulo Afonso mudaram suas rotas, aumentando o percurso em muitos quilômetros e vêm agora via Delmiro Gouveia(AL).

O risco de uma tragédia é iminente porque vans conduzindo alunos das escolas desses povoados, Malhada Grande, Lagoa da Pedra, Xingozinho e outros da região e moradores da região que ainda transitam por essa estrada uma vez que não há nenhuma outra alternativa a não ser que viagem no sentido contrário, entrem por estradas vicinais nem sempre bem conservadas ou percorram longo trecho da SE-206 que está em perfeitas condições de tráfego, aumentando as viagens em muitos quilômetros e horas para se chegar a Paulo Afonso.

Esse assunto vem sendo constantemente abordado na imprensa local, nas tribunas dos parlamentos municipal e estadual e mesmo assim, até o momento não se conhece nenhuma providência por parte do Governo Estadual.

 

(Alguns trechos desta matéria adaptados foram extraídos do Jornal Folha Sertaneja – Edição nº 15, de 30 de abril de 2005)

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!