5 de julho de 2022

Oposição de Santa Brígida vai criar CPI para investigar denúncias contra Teles

Os Vereadores João Carlos  Teixeira Lima (PSDB)  Presidente da Câmara, Lúcia Maria dos Santos Silva (PMDB), Joceni Martins Vieira (PP), Roberto Percilio Alves (PP) e Orlando do Araújo (PP) anunciaram ontem (terça-feira, 28) a  concreta possibilidade do Bloco de Oposição, fortemente unidos, entrarem com pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias veiculadas na imprensa de que recursos do Município  teriam sido desviados para empresas que não executaram obras objeto de contratos divulgados no diário oficial dos municípios.


 


Como também irregularidades, em vários contratos de compra  com assessores e secretários  e seus parentes, proprietários de casas comerciais, compras  estas direcionadas durante todo mandato anterior para beneficiar sempre o mesmo grupo de


fornecedores coligados.


 


Compra do Hotel São Gabriel  pela cozinheira do prefeito, D. Rosa Pereira de Araújo, no dia 10.02.2006 pelo valor de R$ 1.313,00 e vendido para o prefeito no dia  21.03.2006, isto é, 38 dias depois pelo valor de R$ 40.248,90 e no dia 16.04.2006 o prefeito Teles, vendeu o referido imóvel para sua tesoureira, Maria do Socorro dos Anjos, pelo mesmo valor sendo credora a Caixa Econômica  Federal.


 


O município apresentou a SUDIC órgão do Governo do Estado da Bahia, escritura falsa, para justificar o embargo contra construção do galpão da Indústria Cidadã. Vários desvios de recursos com notas fiscais frias para aquisições de supostas peças e combustíveis para o veículo Meriva da PM.


 


Pagamentos de salários menores que o mínimo para os funcionários públicos que operacionalizam as maquinas dos poços artesianos.


Investigação de pseudos serviços de manutenção de poços na zona rural no valor astronômico de R$ 82.215,00.


 


Pagamentos para construção de cinco passagens molhadas onde só foram construídas duas e outra apenas reformada. Suspensão de pagamentos para funcionários que não votaram no prefeito.


 


Sonegação de informações solicitadas pela Câmara municipal, com o a patente vontade de atrapalhar com as investigações daquela Casa. Investigação em contratos de locação de ônibus e veículos em nomes de laranjas, mas que pertencem ao prefeito, sendo esses locados com valores muito acima do mercado.


 


Necessidade de acesso a informações de enriquecimento ilícito do prefeito lá pelas plagas de Euclides da Cunha.


 


Não conclusão da construção e instalação da Câmara Fria Frigorífica, mesmo tendo recebido há mais de três anos os recursos para tanto.


 


Os Vereadores comunicam também que o Bloco Parlamentar de Oposição  vai se reunir nesta quarta -feira para deliberar sobre o assunto, que segundo eles, serão tratados como uma das prioridades da bancada.


 


A bancada alega que não pode deixar de investigar  acusações que têm bases sólidas, com inicio, meio e fim.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!