7 de julho de 2022

Governador de Alagoas anuncia na Rádio Delmiro apoio para filme sobre jóquei alagoano

Em entrevista ao programa a Vez do Povo no Rádio, pela Delmiro AM, em Delmiro Gouveia, o governador Teotonio Vilela fez uma explanação ao radialista Cláudio Marcio sobre sua administração a frente do estado e anunciou a liberação de R$ 60 mil que serão utilizados na finalização do curtametragem do filme que retrata a vida do jóquei alagoano Juvenal Machado, maior vencedor do Grande Prêmio Brasil de Turfe. A entrevista foi coordenada pelo diretor da emissora Giuliano Ribeiro.


O filme que retrata a vida do jóquei alagoano Juvenal Machado, maior vencedor do Grande Prêmio Brasil de Turfe, ganhou reforço do governo do Estado. O anúncio de R$ 60 mil que serão utilizados na finalização do curtametragem.
O governador ficou encantado com a história de Juvenal ao conhecer o acervo repleto de troféus e fotos que demonstram a trajetória de sucesso do alagoano no turfe nacional, com quatro mil vitórias em 32 anos de corridas. “O Juvenal é um exemplo de mais um alagoano e sertanejo que mostra a sua garra. É uma grande honra incentivar esse filme”, reforçou Teotonio, ao anunciar o apoio do governo do Estado ao projeto.

Em um bate-papo descontraído, o governador perguntou detalhes sobre a vida do jóquei no Rio de Janeiro, onde ingressou nas corridas de cavalos, sagrando-se como um expoente do esporte. “Só tenho a agradecer ao governo de Alagoas por esse incentivo”, frisou Juvenal.

Filme — A história do vaqueiro que deixou o sertão de Alagoas ainda na adolescência e transformou-se em renomado profissional de corridas de cavalos está sendo retratada no documentário “Lá Vem o Juvenal!”. O curta leva o mesmo nome do bordão que marcou a carreira do jóquei, criação de Hernani Pires Ferreira, locutor oficial de corridas no Hipódromo da Gávea.

O filme, uma articulação do professor Edvaldo Nascimento, através da Fundação Delmiro Gouveia (Fundeg), onde é vice-presidente, e outros parceiros, conta com roteiro e direção dos alagoanos Tairone Feitosa e Hermano Figueiredo.

Figueiredo explica que a película será um paralelo entre o mundo de glamour onde Juvenal viveu no Rio de Janeiro e o anonimato em Delmiro Gouveia. “É muito interessante esses dois mundos que o Juvenal vive, além da própria história de vida dele, que é fantástica. Foi um prazer enorme fazer parte desse projeto”, ressaltou o diretor.

Para o professor Edvaldo, fazer a história do Juvenal é retratar a história de Alagoas. “Essa história do Juvenal é um resgate da história de Alagoas, de um sertanejo que venceu. Com esse apoio do governador estaremos retomando a finalização do filme, que provavelmente deverá ser lançado até o meio do ano”, explicou.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!

WhatsApp

Conteúdo 100% exclusivo e em primeira mão, que você só vê no PA4!