Sob aplausos, cortejo em carro dos bombeiros marca despedida de “Lelo”

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 27 de novembro de 2019 às 21:46




 

 

O corpo do técnico em enfermagem, Wellington Matias Santos, popularmente conhecido como Lelo, 40 anos, foi sepultado na tarde desta quarta-feira (27), sob forte comoção, saudade e homenagens de familiares, amigos e colegas de trabalho.

 

O caixão foi conduzido sobre o carro de Corpo de Bombeiros por quase meia hora pela Avenida Apolônio Sales, centro da cidade, e em frente ao Hospital Nair Alves de Souza, local onde ele dedicou boa parte de sua vida profissional.

 

Colegas do hospital que estavam em horário de trabalho fizeram questão de prestar as últimas homenagens com aplausos, pétalas de rosas e um imenso banner com a imagem de Lelo e uma mensagem que demonstrava o quanto ele era querido por todos:

 

“A saudade que você deixou é a prova de que sua vida valeu a pena e que o amor se fez presente em cada momento.” (Amigos do HNAS)

 

 

 

 

 

 

 

 




 

No carro de bombeiros, além de soldados da corporação militar, amigos e colegas do Samu onde Wellington  trabalhava ladeavam o seu corpo.

 

Da mesma forma que o HNAS, a equipe do SAMU também confeccionou um banner com a seguinte mensagem: “Sua falta será sentida por todos nós, mas sua presença estará sempre constante em nossos corações.” (SAMU 192)

 

O cortejo percorreu o  trajeto de volta até ser sepultado no Cemitério Padre Lourenço Tori, no Bairro Centenário, em Paulo Afonso.

 

Muito emocionados, os familiares e amigos não seguraram as lágrimas quando o caixão foi colocado no túmulo, houve mais comoção. Todos os presentes deram o adeus a Lelo com uma calorosa salva de palmas.

 

O técnico de enfermagem faleceu na manhã desta terça-feira, dia 26 de novembro, no Hospital Memorial São José em Recife (PE). Lelo trabalhava no Hospital Nair Alves de Souza e no SAMU e morava na Vila Moxotó-Bahia.

 

Muito emocionados, os familiares e amigos não seguraram as lágrimas quando o caixão foi colocado no túmulo, houve mais comoção. Todos os presentes deram o adeus a Lelo com uma calorosa salva de palmas.

 

O técnico de enfermagem faleceu na manhã desta terça-feira, dia 26 de novembro, no Hospital Memorial São José em Recife (PE). Lelo trabalhava no Hospital Nair Alves de Souza e no SAMU e morava na Vila Moxotó-Bahia.

 







8 pensamentos em “Sob aplausos, cortejo em carro dos bombeiros marca despedida de “Lelo””

  1. Uma das coisas mais triste que o ser humano pode experimentar é levar um amigo,companheiro de trabalho a sua morada eterna.tenham certeza que lelo aproveitou cada segundo de vida,e nos deixou como exemplo o amor a vida,que nosso pai te receba e que jamais esqueçamos do excelente profissional que foi lelo.sua passagem nesta terra foi marcante.

    1. Amigo estou fora de Paulo Afonso, mais muitas vezes lelo nos ajudou no hospital, por gentileza nos fale qual foi a causa da morte dele,
      Meu sentimentos a toda família.

  2. Como vc era amado por todos meu primo ,foi muito doloroso de ver ali inerte, mas o que nos consola é saber que nos seus ultimos momentos vc se arrependeu dos seus pecados e que uma dia nos reencontraremos. Até a eternidade meu amado.

  3. Lelo era pra mim uma pessoa maravilhosa e humilde e fazia o que podia pra ajudar o próximo que estavam do seu lado.dava o melhor de si quando a vida de alguém estava em riscos,ajudou salvar muitas vidas.enfim eu o amava por ser um amigo nota mil. Descanse em paz meu querido lelo.

    1. E por que a causa da morte é tão importante? O importante neste momento deveria ser prestar solidariedade a família e amigos que perderam se ente tão querido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.