Fernanda Lima processa Eduardo Costa após ser xingada nas redes sociais

Por gente.ig.com.br/fofocas-famosos | 11 de dezembro de 2018 às 13:16




 

O sertanejo fez um pedido de desculpas em público, mas a apresentadora não deixou barato e decidiu recorrer à justiça depois de ser xingada na web.

 

De acordo com informações divulgadas pelo colunista do jornal “O Globo”, Ancelmo Gois, no último domingo (9), a apresentadora Fernanda Lima recorreu à justiça contra o cantor sertanejo Eduardo Costa . O processo foi gerado depois que Eduardo xingou a apresentadora nas redes sociais , tendo o pedido de desculpas recusado.

 

Eduardo Costa, conhecido por suas músicas sertanejas e sua personalidade polêmica, fez um pedido de desculpas para Fernanda Lima , depois de disparar xingamentos contra ela nas redes sociais.

 

A apresentadora do programa “Amor & Sexo”, da Globo, não perdoou o cantor e decidiu que o caso teria continuidade na justiça.

 

A polêmica entre os dois foi desencadeada depois de um discurso feito por Fernanda em seu programa, “Amor & Sexo”. Na ocasião, a apresentadora criticou o conservadorismo: “Chamam de louca a mulher que desafia as regras e não se conforma. Chamam de louca a mulher cheia de erotismo, de vida e de tesão. Chamam de louca a mulher que diz sim e diz não. Não importa o que façamos, nos chamam de louca. Se levamos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagem desse sistema de opressão”.

 

Em resposta, Eduardo xingou a apresentadora de imbecil e escreveu nas redes sociais: “A mamata vai acabar, a corda sempre arrebenta por lado mais fraco e o lado mais fraco hoje é o que ela está. Será que essa senhora só faz programa pra maconheiro, pra bandido, pra esquerdista derrotado e pra esses projetos de artistas assim como ela?”

 

 







1 pensamento em “Fernanda Lima processa Eduardo Costa após ser xingada nas redes sociais”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.