“É uma realidade que acompanho há anos!”, diz Mário Galinho sobre paciente mostrado na TV por Varela

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 15 de novembro de 2019 às 18:22




 

 

Ainda repercute em Paulo Afonso, a matéria veiculada na manhã desta sexta-feira (15), no programa de Raimundo Varela, na TV Record Bahia. Varela mostrou um jovem de Paulo Afonso com a perna quebrada dentro de uma ambulância à espera de atendimento no estacionamento do HGE. O apresentador deu um cartão vermelho para a prefeitura de Paulo Afonso.

 

No início da tarde de hoje, o vereador Mário Galinho (SD), usou suas redes sociais para também mostrar a reportagem e criticar a prefeitura. Veja abaixo o desabafo do parlamentar:

 

“Desde 2017, quando assumi esse nosso mandato, que eu venho batendo na tecla da saúde! Por vezes, fui taxado de sensacionalista, mas a realidade é absurda mesmo, só sabe quem precisa! Paulo Afonso tem receita suficiente para termos uma assistência de saúde digna e muito melhor do que vivenciamos hoje, Mas falta planejamento, falta gestão e o mais importante: Coração no povo! Vida pública é coisa séria, dinheiro público é sagrado. Temos uma UPA com entrega atrasada há 7 anos! uma UTI com seu prazo de entrega sendo adiado a cada mês! E a população sofrendo, todos os dias. Isso que está sendo mostrado é uma realidade que acompanho há anos! Desde as transferências em busca de uma UTI, a embarque dos pacientes do TFD (Tratamento Fora de Domicílio) até a pousada da saúde, além das faltas de médicos em hospitais e postos médicos. E, acreditem! Essa realidade é, basicamente, diária. Lamentável!”

 

 

Logo cedo, a prefeitura através de nota se posicionou acerca da matéria e da assistência ao paciente. “Conforme a legislação, ressaltamos que Paulo Afonso não  realiza procedimentos cirúrgicos de alta complexidade e sim de média e baixa complexidade, desse forma, quando na necessidade de se realizar procedimentos de alta complexidade, esse paciente é inserido na Central de Regulação  Interestadual de Atenção a Saúde do Vale do Médio São Francisco (Rede PEBA), que é nossa referência para cirurgias desse porte. Pelo fato da rede estar com superlotação, nossos pacientes são encaminhados para Salvador, que também faz parte do sistema SUS, o que torna o envio do paciente para a capital dentro do protocolo.”, justificou a prefeitura.

 

Essa não é a primeira vez que o vereador Mário Galinho se manifesta sobre a qualidade dos serviços da prefeitura em relação ao TFD. Veja nos vídeos abaixo, alguns dos momentos em que Galinho solicitou melhorias no referido atendimento:

 

 

 

 

 

 







17 pensamentos em ““É uma realidade que acompanho há anos!”, diz Mário Galinho sobre paciente mostrado na TV por Varela”

  1. Prefeito pra ser bom tem que tratar do seu povo e na sua cidade e nao mandar pra outras cidades causando mais sofrimento ao paciente e sua familia esse grupo ja deu todo ano a mesma coisa.

  2. Ainda não aprendeu nada sobre Saúde Pública. PA ainda está na média complexidade, ou seja, não possui estrutura física e profissional para todos os casos. Por isso, existe o TFD, como parte do sistema SUS, que Salvador é conveniado. Cabe ao vereador, fazer gestão junto a deputados do seu partido para acelerar as obras de saúde que precisam vir do ESTADO e da UNIÃO… Mas faz jus ao apelido.

    1. Boa tarde, não sou político e não estou aqui para defender esse ou aquele candidato, más sim mostrar indignação com os descasos que acontecem na Saúde aqui em Paulo Afonso, tenho plena convicção que se o grupo político que está a frente da prefeitura de Paulo Afonso a décadas, quisessem e tivessem interesse e compromisso com o povo de nossa cidade, está situação já teria sido resolvida a muito tempo. Pois este grupo que ai esta, já teve Deputado Federal, Estadual, Senador, Governador e até o Presidente da República a seu favor, e o que fizeram pela Saúde de Paulo Afonso, NADA, O Prefeito que hoje Governa nossa Paulo Afonso, a um tempo atras sofreu um Infarto, oque ele fez, saiu rapidinho em busca de auxilio fora de Paulo Afonso, pois se fica teria morrido, assim como muitos irmãos Paulo Afonsinos que perderam suas vidas por falta de Atendimento de Qualidade, por não terem dinheiro ou um plano de saúde, acabaram morrendo, ai vem o nobre querer dar lição de moral em um parlamentar que até o momento está sendo o único que está lutando em prol do povo desta cidade. Não sei se posso lhe chamar de amigo, agora coloque sua cabeça no travesseiro e repense seus conceitos,

  3. Parabéns Galo ! Visite os postos de saúde que você vai ver muita merda . Falta de médicos e medicamentos . Os medicos que chegam pedem pra sair logo que a prefeitura não remunera bem esses profissionais daí quem sofre é o povo . Enquanto isso esse secretario de bosta da saúde não sabe trabalhar , fica o tempo todo dentro da sala . Vai lá pra frente ver o que acontece nos postos secretário de meia tigela , sai da sala e vai trabalhar . Lá dentro da secretaria tem um monte de enfermeiras batendo uma na outra sem fazer nada onde deveriam está nos postos trabalhando . Isso esse secretario de saúde não vê .

  4. E de uma canalhice, uma falta de respeito para com o próximo, minha gente, se eu estou bem o povo que se lasque é? As pessoas chega no hospital passar horas esperando atendimento, os enfermeiros com um cara mas feia de mundo, não ta gostando da profissão cai fora porra deixa teus problemas fora do trabalho, os médicos so manda aplicar remédios para dormir no paciente .N a minha geração acho que o problema da saúde não resolve. Mas vou orar que se resolva.

  5. S e foi aprovado os 80 milhões a prioridade tem que ser a saúde, porque na questão de beleza a cidade esta bela, saneamento básico também, praças bonitas e etc.

  6. Se o galo pequinês ou mesmo galo nanico ou galinho garnizé estivesse no lugar do prefeito não faria potoca nenhuma, porque em vez de procurar resolver o problema fica atiçando o povo para que se cri mas problemas, o galin zé como tem o seu mandato a favor procure o gestor se não adiantar tem outros órgãos superiores. Agora ir pra mídia fazer média as custas dos outros assim é bom de mais galinho de campina

    1. Disso mesmo. A meta dele não é ajudar ninguém é infernizar. Ele é amigo do prefeito e do secretário da saúde, então vá e converse. Mas galo não trabalha, só sabe cantar. Quem trabalha é a galinha botando ovos. E no caso, só faz piada e piora as coisas.

  7. E gente vamos acordar o que adianta uma cidade perfeita e o povo sofrendo a saúde tá em primeiro lugar dinheiro nenhum paga ter uma vida saudável sem problemas o que adianta uma casa linda e a barriga vazia vamos acordar e parar de votar nesses Deuses que não fazem nada só ver riqueza na vida deles enquanto muitas pessoas carentes estão sofrendo morrendo vamos acordar

  8. Para que fique claro para a população, se o paciente foi referenciado pera o HGE, mostrem a regulação do paciente. Ou este é mais um daqueles casos que conhecemos, que os vereadores, tem acesso a ambulância e fazem politica com a vida dos PACIENTES.

  9. É muito fácil criticar, difícil mesmo é a prática. Doutor Guiarone na prática é um fiasco.
    Tornou a secretaria de saúde uma extensão da sua vida amorosa.

  10. Nada contra o GALINHO, não votarei nele mais ele tá mais que certo.
    O povo para estes governantes desde Anilton a Luiz de Deus está relegado o segundo plano.
    Queira Deus que não aconteça um desastre fatídico na cidade e alguém venha reinvindicar Olho por Olhos e Dente por Dentro até que não exista mais olho na cara ou dente na boca.

  11. TEM QUE DAR CARTÃO VERMELHO MESMO , O POVO DA ÁREA DE SAÚDE DE PAULO AFONSO SE ACHA. QUANDO MINHA IRMÃ QUEBROU AS PERNAS FOI LEVADA PARA HOSPITAL PARTICULAR PELO PLANO DE SAÚDE. CHEGANDO AO HOSPITAL A ENFERMEIRA QUE ACOMPANHOU QUERIA DAR UM SHOW MAS ATENDENTE CALOU A BOCA DELA. ISSO NÓS DEU CORAGEM PARA ENFRENTAR O ACONTECIDO E SABER QUE NESSE MUNDO TAMBÉM TEM GENTE BOA. MELHORA PARA O RAPAZ QUE NÃO TEVE A MESMA SORTE QUE A MINHA IRMÃ.

  12. Eu que o diga, pois meu sobrinho deu entrada no NAIR com braço quebrado e, depois de realizar o raio X foi constatado que estava quebrado em dois lugares e precisava realizar uma cirurgia e colocar pinos. E simplesmente o ortopedista falou, não temos o material. E liberou o rapaz para casa, para no dia seguinte dá entrada na regulação e aguardar, por que era um domingo. E na segunda feira seguiu as orientações dadas e, chegando no NAIR a moça falou até com um pouco de ironia, é infelizmente tem vários paciente no aguardo de cirurgia como essea aí, só Deus sabe quando vai ser a cirurgia, tem paciente de perder o braço ou movimentos devido a demora da cirurgia. E nos orientou a tentar viajar por conta própria. E isso fizemos, procuramos pessoas com conhecimentos em alguma cidade e, graças a Deus conseguimos ir para Salvador. Tudo deu certo com Deus na frente. E agora vem o segundo problema, o retorno para realizar a revisão da cirurgia, a Assistente Social está questionando a liberação de passagem porquê a viagem foi por conta própria. Aí vem a pergunta: Se o município não deu assistência, a familia deveria fazer o quê? Deixar o rapaz perder o braço era? E todo o procedimento cirúrgico foi em hospital público, só o transporte que foi particular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.