Dançarina morre e sanfoneiro de banda fica ferido após serem baleados no norte da Bahia

Cinco pessoas estavam em um carro quando o veículo foi atingido por disparos efetuados pelos policiais em Irecê. Jovem de 25 anos morreu e vocalista, Joelma Rios, falou sobre o caso.

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR COM G1-BA | 5 de julho de 2019 às 16:32

Dançarina morreu após abordagem policial na Bahia. (Foto: Reprodução/Instagram)



 

 

Uma dançarina da banda cearense de forró Sala de Reboco morreu, na madrugada desta sexta-feira (5), após ser baleada na cidade de Irecê, no norte da Bahia. Na ocasião, outras duas pessoas ficaram feridas.

 

Segundo relato do dono da banda, Antônio Neto Rocha, mais conhecido como Toinho Produções, quatro integrantes do grupo – duas dançarinas, o sanfoneiro e a cantora – e o motorista estavam em um carro, quando o veículo foi atingido por tiros disparados por policiais militares que seguiam o veículo.

 

Na ocasião, três pessoas foram baleadas: Gabriela Amorim, de 25 anos; o sanfoneiro Eliedelson Porcidônio Júnior, de 32 anos; e a cantora Joelma Rios.

 

O G1-BA entrou em contato com as Polícias Civil e Militar para levantar detalhes sobre a atuação dos policiais e posicionamento sobre o caso. Por meio de nota, a Polícia Civil informou que equipes da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Irecê (14ª Coorpin) investigam as circunstâncias da morte de uma mulher e dos feridos. Já a PM ainda não se posicionou sobre o caso.




 

Dançarina morreu após abordagem policial na Bahia — Foto: Reprodução/Instagram

Antônio não estava no veículo no momento do ataque, mas detalhou ao G1 o relato das vítimas, que estavam hospedadas em Irecê. Ele conta que as duas dançarinas, o sanfoneiro e a cantora da banda decidiram jantar em Lapão, cidade a cerca de 11 km de Irecê. Quando retornaram, foram seguidos pela polícia que começou a atirar contra o carro.

 

“Eles contam que a polícia seguiu eles com o carro apagado, sem o giroflex ligado, e em momento algum pediu que eles parassem o veículo”, contou Antônio.

 

Carro onde os integrantes da banda Sala de Reboco estavam foi atingido por tiros na Bahia. (Foto: Arquivo Pessoal)

Baleados

 

Após ser atingida, a dançarina Gabriela ainda foi socorrida para o Hospital Regional de Irecê, mas não resistiu ao ferimento. Já o sanfoneiro, Eliedelson Porcidônio Júnior foi baleado na perna e está internado na mesma unidade de saúde. Já a cantora Joelma Rios foi atingida nas nádegas e de raspão na perna.

 

“Joelma contou que quando percebeu os disparos, ela saiu do carro com as mãos para cima, gritando, dizendo que no carro só tinham trabalhadores, artistas. Ela disse também que, com o barulho da ação, os moradores saíram das casas”, contou Antônio.




 

Carro onde os integrantes da banda Sala de Reboco estavam foi atingido por tiros na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

O dono da banda detalhou que o grupo havia feito o último show da agenda junina no dia 30 de junho, em Jacobina, cidade também do norte da Bahia. Entretanto, como Antônio tem um escritório em Irecê e os integrantes da banda têm conhecidos na região, eles ficaram em na cidade baiana para descansar.

 

“Eles estavam se despedindo dos amigos e iriam embora de Irecê hoje [sexta-feira]. Só queriam se despedir comendo uma galinha famosa aqui na região, e quando voltaram aconteceu isso“, lamentou Antônio.

 

Antônio informou ainda que o sanfoneiro Eliedelson está acordado e conversando com as pessoas. A dançarina Gabriela deixa um filho de seis anos. Ainda não há detalhes sobre o sepultamento dela. (Fonte: G1-BA)







8 pensamentos em “Dançarina morre e sanfoneiro de banda fica ferido após serem baleados no norte da Bahia”

  1. Mais um abordagem desproporcional da polícia. A vida humana perdeu o valor. Alguém ainda duvida que essa investigação não vai dar em nada? Se fosse um policial morto a coisa erra diferente. Antes a população tinha medo só de bandido, agora é da polícia também…

  2. olhe quem fura broqueio da policia. se furou algunha coisas erradas. policiais deu sinal nao parou. um carro desse de bandidos dava para confiar. estavam todos bebados. ai foram comemorar em lapao. eles estao errados essa banda sala de reboque. motorista ta errado. a policia ta certissimos. porque terminou a festa nao foi pra suas casas descansar foram curtir. bem empregado.

    1. Errado tá você! Seu assassino de português!
      Cuidado pra você um dia não ser uma vítima de mãos policiais?
      E quer dizer que todos que tem carro desse modelo é bandido?
      Isso é que é pobreza! Não tem um pingo de inteligência, quer um conselho? Vá estudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.