Alunos do colégio Montessori se destacam com notas acima de 800 na redação do Enem 2018

Por Suzana Lima | ASCOM | 31 de Janeiro de 2019 às 1:00




 

 

Quando se fala no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), uma das maiores preocupações dos jovens é a redação. Afinal, o que diferencia muitos candidatos é justamente a nota na produção textual. Além disso, pode ser observada uma preocupante dificuldade de inúmeros adolescentes no que se refere aos pressupostos necessários para se escrever bem, destacando-se a leitura crítica e a prática da escrita. Para elucidar esse óbice, podemos destacar a última edição do exame, na qual mais de 4 milhões de redações foram corrigidas, porém pouco mais de 81 mil ficaram acima de 900 e apenas 55 atingiram a nota máxima.

 

No Enem 2018, 21 alunos do Colégio Montessori obtiveram notas acima dos 800 pontos na redação, além dos outros 9 que ficaram acima dos 900. Aqui, destacamos cinco excepcionais notas: duas 960 e três 940. Os excelentes resultados são frutos de um trabalho sério, diversificado e atencioso de toda a equipe. Isso se comprova, além dos próprios resultados, através dos agradecimentos e do reconhecimento das famílias e, claro, dos alunos.

 

Com o fito de ilustrar a qualidade do trabalho realizado, analisemos a forma como as alunas Bianca Cristina (920) e Letícia Souza (940) produziram suas respectivas redações:

 

“Meu texto apresentou quatro parágrafos. Para mostrar a unidade textual e a conexão entre os argumentos, utilizei conectivos de adição e conclusão. Quanto ao repertório sociocultural, recorri a conhecimentos do cotidiano, junto a elementos de leituras da Revista Atualiza (ferramenta do material do Colégio). Além disso, falei acerca da Terceira Revolução Industrial na introdução, embasando minha exposição. Ademais, sustentei meus argumentos citando o filósofo Arthur Schopenhauer, o sociólogo Zygmunt Bauman e os pensadores da Escola de Frankfurt. Por fim, a conclusão possuiu uma intervenção para cada ponto problematizado na dissertação, enfatizando o que seria feito, os agentes da ação, como seria feito, com qual objetivo e detalhamentos.” (Bianca Cristina)

 

“Meu texto foi definido através da análise do tema, que tinha como chaves a manipulação e o controle de dados. Pensando nisso, escolhi falar sobre a influência nas opiniões políticas e sociais, além do consumismo que possui relação direta com a rede cibernética e os dados oferecidos ao usuário. Para dar base à argumentação, usei recortes históricos e literários, a exemplo da criação da internet e do Modernismo. Ademais, fiz uma citação do físico alemão Albert Einstein. Para finalizar, na minha proposta de intervenção, busquei responder ao que deveria ser feito, como deveria ser realizado e por quem. Para isso, utilizei a estratégia de citar órgãos do Governo, como o MEC e a Câmara Legislativa.” (Letícia Souza)

 

Depois dessas falas, fica claro que uma preparação diferenciada é indubitável para alcançar grandes propósitos. Nesse sentido, faz-se necessário que aqueles que estão em processo de preparação para o Enem 2019 mantenham-se sempre atualizados, a fim de obter o máximo de conhecimento possível e de, consequentemente, alcançar os objetivos traçados para o futuro.

 

Ainda na perspectiva da preparação, seguem abaixo algumas dicas da águia Brenda Souza, que obteve 960 pontos na redação do Enem 2018:

 

“Estudar assuntos que podem ser abordados em diversos temas é uma ótima estratégia para não ser pego de surpresa. Por exemplo, ter em mente distintas citações que podem ser encaixadas em qualquer tema cobrado e fazer referências históricas para, assim, poder ter um bom embasamento teórico. Além disso, para ajudar na proposta de intervenção, é importante saber as funções dos ministérios e o papel dos profissionais das mais variadas áreas.”

 

Para finalizar, podemos afirmar que, apesar de incontáveis jovens ainda terem receio quanto à redação do Enem, um ótimo resultado pode ser alcançado quando há empenho, foco e renúncia por parte do educando, além de uma excelente estrutura educacional da instituição de ensino.

 

Deniel Martins Batista. Graduado em Letras pela Faculdade Sete de Setembro – FASETE; pós-graduando em Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa e Literatura, e Docência no Ensino Superior pela UNIASSELVI. Professor de Gramática e Redação do Colégio Montessori.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.